Economia

Camargo Corrêa vende fabricante da Havaianas por R$ 2,7 bi à dona da JBS

A J&F afirma que o objetivo da aquisição da Alpargatas é diversificar o portfólio de negócios da empres

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)
A Alpargatas, que produz os chinelos Havaianas, deve ser vendida pela sua controladora Camargo Corrêa por R$ 2,67 bilhões à J&F Investimentos, dona da companhia de alimentos JBS. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (23) pela empresa.

O valor representa preço por ação de R$ 12,85, segundo o comunicado, ante preço de fechamento de R$ 9,73 da ação da Alpargatas na quinta-feira. O preço será pago à vista na data do fechamento da operação, informou a Alpargatas.
Foto: ilustrativa

A operação ainda precisa ser aprovada pelo Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica).
No comunicado enviado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários), a J&F afirma que o objetivo da aquisição da Alpargatas é diversificar o portfólio de negócios da empresa.

A J&F informou ainda que não pretende fechar o capital da Alpargatas pelo prazo de um ano -ou seja, a empresa continuará tendo parte de suas ações negociadas na Bolsa.

No início do mês, a Alpargatas (3) havia anunciado a venda de suas marcas Topper e Rainha por R$ 48,7 milhões para o Sforza, grupo de investidores liderado pelo empresário Carlos Wizard Martins.

Wizard é conhecido por ter fundado a rede de idiomas de mesmo nome em 1987 e vendido a companhia, que incluía bandeiras como Yázigi e Skill, para a britânica Pearson em 2013 por R$ 2 bilhões.

Com faturamento previsto em R$ 27,6 bilhões neste ano, a Camargo Corrêa é uma das principais empresas atingidas pela Operação Lava Jato, e a única das grandes empreiteiras a admitir participação nos esquemas de cartel e propina na Petrobras e no setor elétrico.