Tecnologia

Camisinha ultrafina e resistente vai ser feita com grama; entenda

Cinentistas descobriram forma de fazer junção com a proteção e a sensibilidade durante a relação sexual

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Futuramente, as camisinhas podem vir mais finas. Segundo a revista 'Super Interessante', cientistas australianos encontraram uma forma de deixar a camisinha mais resistente e mais fina. O método que encontraram foi extraindo a polpa da grama do tipo spinifex - encontrado na Austrália e no Oriente Médio -, além de realizar uma experiência forçando o material a passar por um buraco pequeno em alta pressão, retirando os resíduos da madeira. No fim da atividade, sobraram fibras de nanonucleose que podem ser misturadas com o látex usado em camisinhas.

Foto: Divulgação

Com a conclusão foi observado que as novas camisinhas conseguiram suportar 20% mais pressão e expandir 40% mais do que as comuns. Além de ser 30% mais finas do que as ultrafinas disponíveis no mercado. Mesmo com este resultado, os cientistas buscam reduzir ainda mais a espessura do material.

Além das camisinhas, a descoberta pode contribuir também na produção de luvas cirúgicas, pois quanto mais fino o material ficar, mais sensibilidade o médico vai ter, trazendo mais potenciais da cirurgia ser mais segura. Porém, o foco maior dos cientistas ainda é tornar a relação sexual segura unindo-se ao prazer.