Mundo

Canadá aprova legalização da maconha; confira

País é o primeiro do G7 a permitir consumo da droga

Agência O Globo
A Câmara dos Comuns canadense aprovou, nesta segunda-feira, o projeto de lei que legaliza a maconha no país. Com a aprovação da medida, o Canadá se torna o primeiro membro do G7 a permitir o consumo da droga. A lei foi aceita com 205 votos a favor e 82 contra, e foi enviada ao Senado, que já havia alterado o projeto. A expectativa é que a liberação entre em vigor no início de setembro.
De acordo com a Constituição do Canadá, o Senado pode atrasar a aprovação de um projeto de lei, mas não pode bloqueá-la. Uma vez que a Câmara alta aprove a lei ela deve ser sancionada.
O Senado já havia oferecido diversas emendas ao texto. Na semana passada, o governo liberal havia rejeitado 13 das 46 emendas propostas pelo Senado, que havia aprovado o projeto de lei na semana anterior depois de sete meses de estudo.
Entre as emendas barradas pelo governo, está a que deixava a cargo dos estados decidir sobre a proibição do cultivo de maconha em casa.
— Reconhecemos que há diversas perspectivas em todo o país, mas fizemos estudos e as consultas sobre o cultivo domiciliar — afirmou o primeiro-ministro Justin Trudeau ao justificar a decisão do governo de autorizar o cultivo de quatro plantas de maconha por pessoa. — Em três anos podemos revisar o que funciona e o que não funciona.