Economia

Cartões terão de usar cotação do dólar do dia da compra, diz presidente do BC

Saiba quais são as regras atuais para estes tipos de transações

Gabriela Valente, da Agência O Globo
- Atualizada em

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que o BC tomará uma medida para proteger quem faz compras internacionais no cartão de crédito das variações do dólar no mercado financeiro. Durante entrevista coletiva, em Brasília, ele disse que a autoridade monetária determinará que as empresas de cartão usem o câmbio do dia da compra (e não da data do fechamento da fatura como é hoje) para calcular a dívida do cliente.

Ilan também afirmou que o BC mudará ainda a sistemática de remessas de dólares para brasileiros. Disse que o valor a ser recebido vai ser calculado no dia em que o dinheiro for enviado. Com isso, o emissor vai saber exatamente quanto a outra pessoa receberá em reais.

O presidente do BC ainda não deu detalhes de quando as medidas entrarão em vigor.


Como funciona atualmente
Alguns dos grandes bancos do país permitem que o cliente antecipe o pagamento da fatura do cartão. Uma outra possibilidade para evitar surpresas negativas por causa da volatilidade do dólar é travar o câmbio na data da compra.

Para saber as condições de cada cartão, o cliente deve entrar em contato com a central de relacionamento de seu banco e consultar as condições para as compras em dólar.