Economia

Cerca de 4,5 milhões de trabalhadores ainda não sacaram o PIS; prazo termina no dia 28

Trabalhadores cadastrados no Fundo PIS/PASEP entre 1971 e 4 de outubro de 1988 têm direito ao saque

Pollyanna Brêtas, da Agência O Globo

A pouco mais de uma semana do final do prazo para que cotistas do PIS com menos de 60 anos possam retirar o benefício, cerca de 4,5 milhões de beneficiários ainda sacaram o saldo. Os dados foram divulgados pela Caixa Econômica Federal (CEF), nesta quarta-feira (19). Os trabalhadores cadastrados no Fundo PIS/PASEP entre 1971 e 4 de outubro de 1988 têm direito ao saque. O volume de recursos disponíveis soma R$ 6,3 bilhões para o saque até o dia 28 de setembro.

Como fazer a consulta
Para saber se tem direito ao saque, o trabalhador pode consultar a situação do seu benefício na página da Caixa. A consulta permite ver o valor que tem a receber, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento. Caso o valor já tenha sido creditado em conta, o site informa também qual a conta e banco.

Outros canais para consultar o benefício são o aplicativo Caixa Trabalhador, que está disponível para download nas plataformas Android e IOS. O APP é gratuito e as informações estão disponíveis ao clicar no link “Informações Cotas do PIS”, onde o trabalhador deverá informar o CPF ou NIS, data de nascimento para saber se possui saldo de cotas do PIS. Para verificar o valor também deverá ser informada a senha internet.

Outras opções de consulta para os trabalhadores são os terminais de Autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão, ou o internet banking para correntistas da CAIXA, na opção “Serviços ao Cidadão”.

Trabalhadores devem procurar bancos
Os beneficiários correntistas dos bancos Bradesco, Itaú, Santander, Bancoob, Sicred, Banestes, BRB e Mercantil com potencial de receber o dinheiro por meio de depósitos automáticos em suas contas, terão de procurar uma agência da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil para poder sacar o dinheiro do benefício. É que estes cotistas apresentaram problemas cadastrais em seus bancos.