Mundo

Chefão do tráfico mundial escapa de prisão no México

Antes de ser recapturado no ano passado, Joaquín "El Chapo" Guzmán era considerado o traficante mais procurado do mundo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O bilionário traficante mexicano Joaquín "El Chapo" Guzmán escapou de uma prisão de segurança máxima no país onde estava desde da última vez que foi recapturado, em 2014. A fuga aconteceu entre a noite deste sábado (11) e a madrugada de domingo (12) por um túnel de cerca de 1 quilômetro cavado na prisão de Altiplano.Segundo o site da BBC Brasil, Guzmán foi visto pela última vez no sábado à noite no chuveiro da prisão – e sua fuga foi descoberta quando policiais foram checar sua cela e não o encontraram. Essa não é a primeira vez que o traficante foge de uma prisão de segurança máxima. Em 2001, ele subornou policiais e escapou da prisão ao se esconder em um cesto com roupas da lavanderia.Sua recaptura no ano passado foi considerado um grande trunfo do governo do presidente mexicano, Enrique Peña Neto. Antes de ser recapturado no ano passado, ele era considerado o traficante mais procurado do mundo - o Departamento de Estado dos EUA havia oferecido uma recompensa de US$ 5 milhões por informações que levassem à sua prisão. A fortuna de Joaquín Guzmán foi estimada pela revista Forbes em US$ 1 bilhão.O traficante nasceu na cidade de Badiraguato, há provavelmente 57 anos, e se tornou uma figura importante nos carteis de drogas do país nos anos 80. Sua ascensão como chefe do cartel de Sinaloa o tornou o traficante mais procurado do mundo.Buscas

Segundo informações da BBC Mundo no México, há bloqueios de segurança com militares e policiais federais nas estradas próximas à prisão. O aeroporto internacional da cidade vizinha de Toluca foi fechado.