Empregos

Confira quatro comportamentos que podem arruinar sua carreira

É importante ter em mente que as boas atitudes ou o bom comportamento pode ser ofuscado quando os maus comportamentos aparecem


Redação Catho


Segundo o especialista em Gestão de Pessoas e Liderança, Prof. Francisco Almeida, atitudes cotidianas como imagem pessoal, posicionamento otimista e muita disposição podem fazer toda diferença na hora de conquistar e se manter na posição de profissional bem sucedido. “Na hora da contratação, da promoção ou reconhecimento, devemos sempre pensar se nos contrataríamos ou nos indicaríamos para a vaga dos sonhos, sempre fazendo uma análise dos pontos que poderíamos melhorar”, aponta.

Também é importante ter em mente que as boas atitudes ou o bom comportamento pode ser ofuscado quando os maus comportamentos aparecem. Pensando nisso, o especialista aponta quatro comportamentos que podem arruinar a carreira de qualquer um e precisam ser evitados.

  • Atrasos e faltas sem justificativas

Segundo o especialista, atrasos e faltas sem justificativa distanciam em muito as possibilidades de crescimento do profissional no ambiente corporativo. “Tirando um afastamento por motivos de saúde, nada mais justifica uma constância em faltas e atrasos. As justificativas muitas vezes se transformam em desculpas e, então, o colaborador entra no perigoso campo do “desnecessário” e “dispensável”, fora que a falta de compromisso com o trabalho que passa a se tornar evidente”, pontua Francisco. Ele ainda reforça que não podemos nos esquecer de ser útil em todos os momentos.

  • Conflito com a equipe e os líderes

Maturidade e sabedoria são virtudes dos grandes profissionais, logo, ficar longe e não ser o protagonista de assuntos polêmicos e improdutivos é fundamental para a carreira. “A insubordinação é totalmente punível até mesmo em questões legais. Fique longe de picuinhas e seja o autor de produtividade”.

  • Perda de controle

Inteligência emocional é necessário em qualquer cenário corporativo. Problemas emocionais aflorados podem destruir uma carreira. “Postura centrada deve ser uma constante na gestão laboral. Todos nós estamos sujeitos a dias difíceis, porém o domínio sobre as adversidades é um diferencial para colaboradores e, principalmente, para líderes e emergentes, isso porque nos sentimos muito mais seguros quando estamos ao lado de pessoas equilibradas”.

  • Fofocas e indiretas

Além de demonstrar extrema falta de ética, fazer fofoca ou dar indiretas também é um dos comportamentos mais indigestos no meio corporativo. “Além de destoar completamente do âmbito profissional, também denota a falta de confiança que seu agente oferece e isso, com certeza, além de prejudicar as vítimas da tal fofoca, também vai acabar com a imagem do fofoqueiro, o deixando com a imagem de uma pessoa ruim ou pouco confiável”.