Economia

Conhece algum 'pixsexual'? Entenda como o sistema PIX virou lugar de paquera

Aplicativo dá a possibilidade de conversar com a pessoa que recebe a transferência

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O brasileiro não cansa de surpreender na maneira de lidar com os próprios problemas. Se está com dificuldade em falar com aquele contatinho porque ele te bloqueou em todas as redes sociais, a solução infalível é enviar mensagens através de transferências do PIX, novo sistema de transferência de dinheiro. São os "pixsexuais", apelido dado pela web para os novos românticos.

A tática é simples: como o sistema permite o envio da mensagem junto com a quantia de dinheiro, que pode ser de apenas R$ 0,01, é possível abrir seu coração para a pessoa amada a partir das transferências. Foi isso que fez uma jovem que foi bloqueada pelo ex em todas as redes sociais. Através de transações de R$ 0,01, ela se declarou e pediu para reatar o relacionamento.

De acordo com o blog Universa, do portal UOL, o Banco Central informou que ainda não permite bloquear pessoas no PIX, mas para evitar as mensagens é possível desativar as notificações do aplicativo.