Mundo

Creche amarra mãos e pernas de crianças para evitar que elas fujam

As fotos foram vazadas por uma ex-funcionária da creche. A polícia investiga o caso

Agência O Globo
Nas redes sociais, o local foi apelidado de "creche do inferno". Situada em Astrakhan (Rússia), a creche provocou revolta na web por causa de imagens mostrando o tratamento que ela dispensa às crianças. Algumas são colocadas em berços com as mãos e as pernas amarradas para evitar que elas fujam. As fotos foram vazadas por uma ex-funcionária da creche. A polícia investiga o caso.
Menino com mão e pernas amarradas em creche russa Foto: Reprodução
Segundo a denunciante, um menino chegou a ser amarrado pelo pescoço.
"Ele pode facilmente sofrer sufocamento", alertou ela, segundo reportagem do "Komsomolskaya Pravda". "As assistentes da creche não se incomodam", completou.
Olesya Urzhumova foi uma das mãe que manifestaram fúria com o abuso. Ela contou que a filha estava relutante em voltar para a creche.
"Na primeira semana, comecei a notar que mudava o humor assim que a gente se aproximava da creche. Ela começava a chorar", disse.
Menino com mão e pernas amarradas em creche russa Foto: Reprodução
Ao ver as imagens, Olesya voltou à creche e retirou a filha de lá.
Um advogado que representa a creche negou os maus-tratos e disse que o "escândalo" não passa de vingança da ex-funcionária por ter sido demitida.
"As autoridades vão entender a situação", comentou.