E. C. Vitória

De olho no Ba-Vi, Vitória elimina Corumbaense pela Copa do Brasil

Leão venceu por 3x0 e testou opções para o clássico, principalmente na lateral direita

Vitor Villar, do Correio 24h

Nesta quinta-feira (15), o Vitória jogou pela Copa do Brasil, mas já com um olho no clássico de domingo (18), contra o Bahia, pelo estadual. Os escolhidos para o teste foram bem: venceram o Corumbaense por 3x0 no Barradão.

O triunfo em jogo único garantiu o rubro-negro na terceira fase da competição, em que enfrentará o vencedor de Bragantino x Altos-PI, que se enfrentam no dia 21 de fevereiro. A próxima eliminatória será disputada em jogos de ida e volta.

Foto: Betto Jr/ Correio

Preparando-se para o clássico, o técnico Vagner Mancini mandou a campo dois candidatos a ocupar a lateral-direita – o titular Lucas está machucado. O volante Lucas Marques começou a partida naquele setor, com José Welison no meio-campo.

Mesmo jogando no Barradão, o time do Mato Grosso do Sul não jogou postado na defesa. Pelo contrário, deu trabalho ao Leão nos 30 minutos iniciais e quase abriu o placar.

O lance aconteceu aos 32 minutos de jogo. Após cobrança de escanteio, Fernando Miguel saiu mal do gol e Igor Pimentel cabeceou da segunda trave. André Lima salvou em cima da linha.

A ousadia acabou punindo os visitantes. No minuto seguinte, Rhayner puxou contra-ataque pela esquerda. Ele cruzou o campo tabelando com Neilton e soltou para Yago na direita, que mandou para o fundo da rede.

Àquela altura, José Welison já vinha ocupando a lateral direita, com Lucas Marques pelo meio. A alteração deu mais liberdade a Yago. Aos 42, ele invadiu a área driblando pela direita e bateu colocado para defesa de Carlos.

Ganhou a vaga

A parceria Yago e José Welison continuou dando certo na segunda etapa. Aos sete, o lateral improvisado recebeu do meia e cruzou com perfeição na cabeça de André Lima, que aumentou a vantagem do rubro-negro.

Com a classificação adiantada, Mancini lembrou do Ba-Vi de domingo e começou a poupar seus titulares. O primeiro foi o próprio José Welison. Foi o primeiro jogo do volante em 2018 depois de se recuperar de lesão. Depois Rhayner deixou o campo, assim como André Lima.

Nos 30 minutos finais, o Vitória tirou o pé. Só quem entrou na etapa final tinha ainda algum interesse na partida. Foi assim que saiu o terceiro gol, já aos 38: Denílson recebeu na esquerda, tirou a marcação para dançar e cruzou rasteiro; Jonatas Belusso se atirou na bola e fez o primeiro dele com a camisa do rubro-negro.

O Ba-Vi acontecerá no mesmo Barradão, só que às 16h de domingo (18), pela sexta rodada do Campeonato Baiano. O Vitória, com dez pontos, busca recuperar a liderança do estadual, que está com a Juazeirense, que tem 13 e um jogo a mais.