Tecnologia

De olho no iPhone, Google lança dois novos celulares; veja detalhes

Empresa também apresentou fone de ouvido que faz tradução simultânea

Redação Correio 24 horas

O Google lançou nesta terça-feira (4) seus dois novos celulares, o Google Pixel 2 e o Google 2 XL, durante evento em São Francisco, nos EUA. Na apresentação, a empresa destacou que a combinação de software, hardware e inteligência artificial fazem dos telefones as melhores opções para os usuários. A evolução das câmeras também foi ressaltada - agora, elas fotografam em modo retrato e também oferecem stickers. Nos EUA, a os telefones começam a ser vendidos a partir de US$ 649 (cerca de R$ 2.030).

A empresa também apresentou os fones de ouvido Pixel Buds e a câmera Google Clips - os dois funcionam em conjunto com o celular. O evento trouxe ainda novas versões do Google Home e o computador portátil Pixelbook. Não há previsão de lançamento de nenhum dos produtos para o Brasil. 

(Foto: Divulgação)

Celulares

Em relação à geração anterior, as principais mudanças são o tamanho da tela e a capacidade da bateria. O Google Pixel 2 tem display de 5 polegadas e capacidade de bateria de 2.700 mAh. Já o Google Pixels 2 XL tem tela de 6 polegadas e bateria de 3520 mAh. Ambos têm tecnologia para carregamento rápido.

O Google Pixel 2 possui resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), com densidade de tela de 441pixels por polegadas, enquanto a tela do Google Pixel 2 XL tem resolução de 2880 x 1440 pixels e 538 ppi.  O restante da configuração dos telefones é igual. O mesmo processador octa-core de até 2,35 GHZ (Snapdragon 835) está nos dois aparelhos. A memória RAM é de 4GB. Há opções de armazenamento de 64 GB e 128 GB. Ambos vêm com Android 8.0 Oreo, última versão do sistema do Google. A empresa promete manter o sistema atualizado por pelo menos três anos. 

Os dois modelos têm acabamento de metal, resistência à água (certificação IP67). O Google Pixel 2 virá nas cores azul, preto e branco e o Pixel XL terá preto e branco com preto.

(Foto: Divulgação)

Inteligência artificial e câmeras

O Google também destacou na apresentação a inteligência artificial, combinando com o software e hardware para conseguir maior uso do telefone. 

As câmeras tiveram a melhor pontuação da história da linha no teste DxOMark, que analisa qualidade de imagens de câmeras de telefone - a nota foi 98. A câmera traseira dos aparelhos possui 12,2 megapixels e abertura f/1.8. Os dois tiram foto no Modo Retrato, que desfoca o fundo da imagem e mantém o objeto principal em foco, simulando o efeito bokeh. Isso não é feito com câmera dupla, como acontece com o iPhone 8 Plus e o Galaxy Note 8. O Google diz que os celulares combinam uma única lente e machine learning para chegar ao resultado. As configurações são 8 megapixels e abertura f/2,4 na câmera frontal.

Os celulares também têm o recurso Motion Photos, que capta três segundos de vídeos da foto, gerando uma imagem em movimento. Os stickers da câmera são exclusivos - os adesivos usam realidade aumentada pra inserir objetos e personagens nas imagens. 

Os dois telefones também são os primeiros com integraçao com o Google Lens, ferramenta capaz de identificar informações importantes que aparecem na câmera do celular, listando, por exemplo, links e endereços associados.

Fone inteligente

Outro destaque do evento foi o primeiro fone de ouvido inteligente lançado pela Google. Os Pixel Buds podem traduzir idiomas, facilitando a comunicação. Na apresentação, a demonstração foi feita em uma conversa entre uma pessoa falando inglês e outra falando sueco. Com conexão Bluetooth, os fones serão vendidos por 159 dólares nos EUA. Eles funcionam com os novos smartphones e com celulares que têm o Android mais recentes.

A duração de bateria é de 5 horas de uso e caixa para guardar os fones serve como carregador portátil, similar ao que acontece com a nova geração dos Airpods da Apple. 


Veja o fone em funcionamento: