Educação

Deficiente visual, ex-integrante do Esquenta se forma: 'Vai ter negra, cega e jornalista'

Nathalia Santos fez uma postagem emocionada em seu Instagram após a coleção de grau: 'Eu que sempre tenho algo a dizer, ontem me vi sem palavras'

Agência O Globo
"Vai ter mulher, negra, favelada, cega e jornalista sim!". Foi com esse desabafo que a deficiente visual Nathalia Santos, ex-integrante do programa "Esquenta", apresentado por Regina Casé, comemorou a formatura em Jornalismo. Após a coleção de grau, que aconteceu na noite desse segunda (12), ela fez uma postagem emocionada em seu Instagram: "Eu que sempre tenho algo a dizer, ontem me vi sem palavras. É que foi a minha colação de grau da faculdade de Jornalismo".
(Foto: Reprodução / Instagram)
Com franqueza, Nathalia - que na época de colégio foi colega de classe da cantora Anitta - escreveu: "Eu que levanto tantas bandeiras, que tenho vários rótulos, ontem estava com o coração na mão e com vários nós na garganta porque eu não estava acreditando que o meu sonho estava se tornando realidade depois de tantos obstáculos, tantas pedras no caminho, tantos degraus subidos um a um, sem atalho, sem desculpas, sem fugir de cada dor, cada lágrima, cada indignação, cada luta que tive que passar ao longo desses anos até chegar ontem".
E continuou: "Eu que venho de um lugar onde não basta ter mérito, é preciso ter oportunidade. É cruel. Nadei contra a maré e encontrei nesse marzão de meu Deus alguns botes, boias e barcos pra aliviar as braçadas... precisei ser forte pra não desistir porque mesmo sem ver para onde apontava o sol, eu sabia exatamente onde queria chegar e assim fui provando pra mim mesma e pra todo mundo que o enxergar é só uma questão de perspectiva, e que se pode ir aonde quiser quando se tem sonhos e chances para alcançá-los".
(Foto: Reprodução / Instagram)
No mesmo tom emocionado, concluiu: "Cheguei até aqui graças a Deus e muita gente, muita gente mesmo, cada um em um momento, mas que ajudaram a construir quem sou hoje. Essa é uma vitória minha, da minha família, amigos, professores... É uma vitória coletiva feita por várias mãos e corações! Eu estou tão feliz que não ta cabendo em mim, transborda... VAI TER MULHER, NEGRA, FAVELADA, CEGA e JORNALISTA SIM!".