Economia

Dia das Mães: dez dicas para evitar prejuízos na compra do presente

O advogado Sérgio Tannuri garante que é preciso estar bem informado e ter cautela nas compras para fazer um bom negócio

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

No próximo domingo (12) será comemorado o Dia das Mães e muitos consumidores devem aproveitar o resto da semana para comprar os presentes. O advogado Sérgio Tannuri, especialista em Defesa do Consumidor, garante que é preciso estar bem informado e ter cautela nas compras para fazer um bom negócio e evitar "pegadinhas" ou danos materiais.

O especialista separou uma lista com orientações para compras em lojas físicas e online. Confira:

Foto: reprodução / Freepik
Compras em lojas físicas

1- Quando o preço da etiqueta é diferente do valor cobrado no caixa, o preço menor prevalece;

2- Quando comprar peças de roupa, preste atenção na qualidade dos tecidos, das costuras, botões, fechos e outros detalhes. Saiba que o fornecedor somente é obrigado a trocar se a roupa estiver com defeito;

3- No caso de eletrônicos, peça ao vendedor que demonstre como se usa o aparelho – em caso de eletrodomésticos, preste atenção se a voltagem é a mesma da casa de destino;

4- Na compra de algum móvel, teste a sua resistência de acordo com a finalidade (sente-se, deite-se, apoie-se etc.);

5- Verifique todas as condições de pagamento – quando possível, prefira o pagamento à vista e peça desconto. Exija a nota fiscal do pedido, que deverá constar modelo, marca, cor, valor e data da entrega.

Compras em ambiente digital

6-
 Pesquise a reputação da empresa em sites de reclamações antes de realizar uma compra ou contratar um serviço. O consumidor pode checar os dados cadastrais de uma empresa acessando: www.registro.br;

7- Só compre em sites que tenham o ícone de um cadeado fechado no alto do seu navegador de acesso à internet. Ao clicar no cadeado, deve aparecer o certificado de segurança do site. Isso significa que é um ambiente virtual seguro e os dados do seu cartão não serão abertos;

8-  Antes de concluir a compra, verifique se há despesas com fretes e taxas adicionais, bem como o prazo de entrega da mercadoria ou execução do serviço. Se a mercadoria chegar depois da celebração do Dia das Mães, a empresa não só poderá ser obrigada a devolver o valor pago pela mercadoria, inclusive com o valor do frete incluso, como também o cliente terá direito à reparação pelas perdas e danos, por ver frustrada a sua pretensão de presentear (artigo 35 do CDC);



9- 
Imprima o pedido ou contrato firmado ou arquive em meio digital seguro que permita uma futura impressão. Guarde a confirmação do pedido com o número do protocolo, descrição dos itens comprados e o prazo de entrega;

10- Em compras online, há o “direito de arrependimento”: o consumidor pode devolver o produto ou cancelar o serviço - sem dar nenhuma satisfação - e obter o seu dinheiro de volta. O direito de arrependimento só pode ser aplicado para compras feitas fora do estabelecimento comercial e com a peça (no caso de mercadoria) intacta e sem uso. O prazo para o arrependimento é de 7 (sete) dias, contados a partir da assinatura do contrato ou do ato de recebimento do produto ou serviço, de acordo com o artigo 49, do Código de Defesa do Consumidor.