Arte e Decoração

Dica de especialista: passo a passo para ter um closet funcional

Arquitetos apontam que o ideal é adotar princípios básicos de organização, como setorização e separação

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Sonha em ter um closet? De acordo com o arquiteto Renato Andrade, é possível realizar esse sonho mesmo sem ter tanto espaço no quarto. O especialista e a sua sócia Erika Mello garantem que existem estratégias para projetar um closet sob medida - tanto para as dimensões do imóvel, como também no olhar de quem o manuseará no dia a dia. 

Os arquitetos apontam que o ideal é adotar princípios básicos de organização, como setorização e separação, que deve ser refletido no projeto de marcenaria. De forma geral, a composição segue uma linha de pensamento semelhante às definidas por personal organizers.

O móvel executado para o closet deve propiciar a arrumação por cores e estampas; prover espaços específicos para receber roupas com menor tempo de uso no ano, como as peças de inverno; facilidade para o manuseio frequente de roupas íntimas e de academia; bem como proteger itens mais delicados como pijamas, lenços e vestuários de tecidos mais delicados. 

O restante deve ser contemplado em cabideiros, mas com critérios de divisão. Um mesmo lado, por exemplo, pode ser dividido entre o calceiro, bem como o espaço para pendurar camisas e casacos. Para closets femininos, um lado mais alto é essencial para vestidos.

Imagem Andrade & Mello Arquitetura

Medidas e um passo a passo que acompanham os projetos

Indicados para malas e sempre pensados como um compartimento de difícil acesso, os maleiros devem ter uma altura mínima de 30 cm. Também são apropriados para acomodar caixas que não são manuseadas com frequência, bem como roupas de cama;

Cabideiro longo é fundamental para os closets femininos, já que abrigam casacos longos e vestidos. Como referência, devem dispor de uma altura de 1,20 a 1,60 m;

O cabideiro tradicional para blazers e casacos, carece altura média de 90 cm a 115 cm – semelhante para os calceiros;

Sapateiras seguem na unidade do projeto, mas os profissionais preferem separar este compartimento por questões de higiene. As sapateiras deslizantes, com altura de 12 a 18 cm, acomodam rasteirinhas, sandálias e tênis baixo. Já aquelas com 18 e 24 cm são perfeitas para sapatos de salto alto e botas com cano baixo. As botas com cano alto devem ser armazenadas em caixas;

Nichos são ótimos para acondicionar camisetas, malhas ou peças de linho. Também podem organizar as bolsas e caixas com lenços ou acessórios. As medidas mínimas mais adequadas são 30 x 30 cm;

Gavetas com visores são excelentes para orientar e organizar itens como bijuterias e podem ser especificadas com 9 a 12cm;

 

Para as peças íntimas, a profundidade mínima varia entre 12 cm a 15 cm. Já as roupas de ginástica e camisetas podem ser posicionadas em gavetas com alturas entre 15 a 20 cm;