Educação

Dicas do que fazer nesta reta final de preparação para o Enem

As revisões devem ser feitas, no máximo, até a manhã de sábado

Agência O Globo
- Atualizada em

A maratona de preparação para o Enem está próxima do fim. A 48 horas da primeira prova, a palavra de ordem dos especialistas é descansar. Isso mesmo: nada de querer aprender aquilo que não foi estudado durante o ano inteiro em apenas dois dias.

— Estudar um conteúdo novo e perceber que não o conhece pode gerar uma sensação de incapacidade. ‘A emoção é a cama da cognição’, diz um amigo meu. Nesta etapa, o ideal é focar mais em revisões, leitura de resumos, esquemas e mapas mentais — orienta Luciana Brites, psicopedagoga e uma das fundadoras do Instituto NeuroSaber.

As revisões devem ser feitas, no máximo, até a manhã de sábado. A partir de meio-dia, é preciso parar de estudar, como recomenda Igor Vieira, coordenador de história do Colégio pH:

— Aconselho os estudantes a deixarem as últimas 24 horas para descansar e se concentrar, porque esta é uma prova que exige muito da parte física e mental do aluno.

Outro assunto que tem preocupado quem vai fazer o Enem é o horário de verão. Os candidatos vão “perder” uma hora de descanso justamente na virada de sábado para domingo. Há o risco também de atraso, caso os relógios não sejam ajustados corretamente.

— É importante lembrar de acertar o horário de algum relógio analógico para não confiar totalmente no celular, lembrando que, nas últimas semanas, algumas empresas de telefonia cometeram falhas no ajuste automático do horário — alerta Igor.

Estas próximas 48 horas devem ser usadas para canalizar as emoções. É preciso saber lidar com a ansiedade.

— A ansiedade pode ser controlada por meio de exercícios de respiração. Além disso, recomendo que os estudantes olhem para trás e vejam tudo o que construíram ao longo deste tempo de estudos. Isso vai ajudar no fortalecimento emocional — afirma o psicólogo Fernando Elias José.

Foto: reprodução / Agência O Globo