Arte e Decoração

Dicas: saiba como cultivar sua própria horta em casa

Isabela e sua irmã, Paula Conrado, especialistas no assunto, dão algumas dicas e orientações para que você se anime a cultivar seus próprios temperos e hortaliças

Revista ABM
Além de poder plantar, cultivar e colher o próprio alimento ter uma horta em casa é uma maneira de se reconectar com a natureza e até uma forma de terapia para combater o estresse do dia a dia.

Pode ser em um apartamento ou em uma casa, com mais ou menos espaço, as pessoas estão, cada vez mais, criando maneiras para ter um cantinho para temperos e hortaliças.

Porém, ter uma horta em casa não é tão simples, e muitas vezes não dá certo por falta de alguns cuidados, conforme explica Isabela Conrado, paisagista e consultora especializada em jardinagem.

“Algumas hortaliças necessitam de certo espaço, outras já pedem estruturas para sustentação, e algumas devem ser cultivadas em grandes vasos. Ou seja, vários fatores podem dificultar ou frustrar o cultivo em casa. Por isso, é sempre aconselhável pesquisar bem e buscar ajuda de quem já tem mais experiência para que a horta dê certo”.
Foto: revista ABM
Isabela e sua irmã, Paula Conrado, especialistas no assunto, dão algumas dicas e orientações para que você se anime a cultivar seus próprios temperos e hortaliças!

Algumas regras básicas

Paula alerta que se o local não tiver alguma luz do sol, não dá para ter horta. A grande maioria das hortaliças é do tipo “pleno sol”, ou seja, é indispensável que sejam cultivadas em local bem iluminado, com incidência de, em média, 4 horas de sol por dia, embora algumas precisem apenas de 2 horas diárias, enquanto outras de 6 horas. “Por isso é importante pesquisar antes e cultivar as que se adaptam à iluminação local”.

Além de sol, a planta necessita de água e terra bem nutrida – e esses são fatores básicos, assim como a escolha do recipiente. Quanto maior a planta, maior a raiz.  Por isso é importante pesquisar antes, para saber o tamanho que ela alcança, e observar se o vaso tem furos para a agua não empoçar.

Outras dicas

Manter as hortaliças sempre protegidas dos ventos fortes, aguardar o tempo certo para a colheita (cada uma tem o seu) e utilizar ferramentas de jardinagem sempre limpas. “E nunca esquecer que são seres vivos que nascem, crescem, dão frutos e morrem. Muitas precisam ser replantadas”, explica Paula.

Embalagem de ovos (e outras do mesmo tamanho) serve como sementeira. Dica se for usar pneu: se o cultivo for para consumo, a terra não pode ter contato com o pneu. Nesse caso, tem que forrar a borracha por dentro. Pode ser com uma lona.  

Algumas espécies que precisam de pleno sol (de 4h a 6h): coentro, salsa, manjericão, pimenta, tomate-cereja. A rega deve ser diária.

Algumas espécies que são bem em meia sombra (de 2h a 4h): alface, couve, rúcula, chicória, hortelã, espinafre. A rega deve ser dia sim, dia não.
Foto: revista ABM
O espaço

Isabela explica que o melhor local é o que recebe mais iluminação e luz do sol, diariamente.  “Todas as plantas necessitam viver em local iluminado por causa da fotossíntese, embora existam as plantas de sombra, mas eu não conheço nenhuma hortaliça dessa categoria”, explica.

Mas se a área for bem iluminada, embora com pouca luz do sol, pode tentar cultivar as verduras e hortaliças de meia sombra, como alface, espinafre e couve. “Horta também é tentativa e acerto. Quantas vezes a gente acha que a planta vai se comportar de um jeito, e ela se comporta de outro?”

Quando o espaço é pequeno, a escolha fica um pouco limitada e, nesses casos, a sugestão é cultivar hortaliças de menor porte, que requer vasos menores. Por exemplo, ervas, temperos e folhas. Isso vale, principalmente, para paredes já que não dá para pendurar um recipiente grande nelas.

“Quanto mais espaço para uma horta, melhor. Tanto para o cultivo, quanto para as variedades. Em espaços maiores dá para cultivar vários tipos de hortaliças, legumes e até frutos E além do cultivo em vasos e jardineiras, pode cultivar diretamente no solo”, explica Isabela.

Mas mesmo em apartamento pequeno, sempre tem uma varanda, uma área de serviço ou até mesmo uma janela que recebe luz do sol.



Quer ter pelo menos um vasinho de cebolinha? É só colocar perto da janela. Comece colocando ao sol aos poucos – poucas horas por dia - e protegida do vento forte. E tem que manter a terra sempre úmida.

Dica: use o “dedômetro” - coloque o dedo dentro da terra, próxima á planta, e regue se estiver seca. A rega ideal é sempre no início da manha ou final da tarde.