#todosjuntos

Editora baiana cria jogo educativo sobre o coronavírus

Ferramentas buscam contextualizar de forma lúdica o cenário da pandemia que vivemos atualmente

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A editora baiana Geek Educacional, com sede em São Paulo e com escritório na Bahia, criou um jogo de tabuleiro e cartilha educacionais sobre o coronavírus. Com qualidade verbal e visual e, acima de tudo, com informações seguras, as ferramentas buscam contextualizar de forma lúdica o cenário da pandemia que vivemos atualmente.

"A intenção da cartilha é levar, principalmente às crianças, mas não exclusivamente a elas, informações acessíveis e construtivas, que estimulem o pensamento crítico. O objetivo é fazê-las entender o porquê das medidas tomadas e as ciências que embasam essas decisões”, explica Rafael Ribeiro, Biotecnologista, Virologista e pesquisador da Universidade Federal da Bahia, autor do material ao lado da pedagoga Myrla Duarte de Almeida e Jamile Nogueira, pós-graduanda em Educação Especial Inclusiva. 

Foto: Divulgação

Da mesma forma, o jogo de tabuleiro foi criado com o objetivo de oferecer à criança e à família acesso a informações de forma prática, divertida e, por isso, mais interessante. Primeiro brinquedo voltado ao esclarecimento sobre o assunto Corona Vírus, ele acaba sendo também uma opção de lazer em tempos de isolamento social, com perguntas e respostas esclarecedoras.

“Buscamos apagar o sentimento de pânico através de informações corretas, fazendo do jogo uma ferramenta para toda a família, unindo pessoas e fomentando o compartilhamento de dados seguros, mastigados, de fácil absorção", esclarece a criadora Patrícia Viana, que já conta com outros títulos voltados ao público infantil publicados pela Geek.

Os dois materiais foram desenvolvidos para crianças acima de 5 anos, com a adoção do uso da tecnologia dos QR Codes para estimular ainda mais a busca por conhecimento de qualidade. Para fora do jogo e da cartilha, o leitor de qualquer idade terá acesso a vídeos, mapas e infográficos atualizados que enriquecem o conteúdo.

"É extremamente importante que a criança participe do processo de combate e que ela compreenda as ações e participe delas", reforça Bruno Degasperi, um dos fundadores da Geek Educacional, especializada no segmento de Educação. Para criar esse senso de pertencimento, foi desenvolvido ao final da cartilha uma espécie de atestado de agente de combate do vírus, inserindo o jovem, desde cedo, na sociedade, mostrando que ele também tem suas responsabilidades e deveres no cenário global.

A cartilha e o jogo de tabuleiro serão distribuídos em estabelecimentos que tiverem permissão para funcionamento, por serem considerados prestadores de serviços essenciais, como farmácias e mercados. A intenção é alcançar o maior números de pessoas possível, além do Setor Público. Na criação dos conteúdos, foram consultadas fontes de referência nacional e internacional, como as revistas Nature e Science, CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA), Ministério da Saúde, Organização Mundial de Saúde, entre outras entidades e instituições.