Especiais

Edmundo diz que "daria uma porrada em alguém" se estivesse em campo contra a Alemanha

Atacante que disputou a Copa do Mundo de 1998 afirma que se estivesse em campo poderia ter sido expulso

- Atualizada em

Redação Goal

O ex-atacante da Seleção Brasileira Edmundo esteve em campo na derrota por 3 a 0 para a França na final da Copa de 1998. Mas, para o hoje comentarista da Rede Bandeirantes, a derrota por 7 a 1 do Brasil para a Alemanha na semifinal da Copa foi a maior humilhação já vista em campo. Em entrevista para a Rádio Globo, Edmundo disse que talvez agisse de uma maneira mais explosiva diante do fiasco em campo."Chorei de tristeza durante a transmissão da partida. Eu tinha um comportamento explosivo quando era jogador, e talvez minha reação fosse dar uma porrada, ser expulso, tentar acabar como o jogo de alguma forma", afirmou o sincero Edmundo.Para o ídolo do Palmeiras e Vasco da Gama, o momento é de começar tudo do zero."Tem que começar de novo. Estudar direitinho quem é o técnico que fará essa seleção campeão de novo", opinou, completando ainda: "O que mais me espantou foi a entrevista coletiva dos jogadores pedindo desculpas, e o Felipão dizendo que faria tudo de novo. Não tem que fazer nada de novo, tem que mudar tudo!".Revoltando, Edmundo lembrou que perto do Maracanazo da Copa do Mundo de 1950, a derrota no Mineirão foi inúmeras vezes mais dolorida."Estou indignado. É uma humilhação pior do que a final de 1950, que foi um jogo parelho, por 2 a 1. Essa foi a maior goleada que um anfitrião sofre. Muito lamentável o que aconteceu aqui", completou.