Séries

'Elite', série espanhola do Netflix, ganha segunda temporada

Thriller adolescente que estreou no dia 5 de outubro continua em 2019

Agência O Globo

Depois do sucesso de "La casa de papel", mais uma produção espanhola conquista o público ao redor do mundo: menos de duas semanas após sua estreia na Netflix, a série adolescente "Elite" terá uma segunda temporada, como confirmou o canal de streaming em suas redes sociais. Lançada mundialmente em 5 de outubro, com críticas positivas na Espanha e no exterior, a primeira temporada de "Elite" tem oito episódios. A segunda está prevista para 2019.

Criada por Carlos Montero e Dario Madrona, "Elite" é a segunda série original da Netflix na Espanha, depois do melodrama romântico “As telefonistas”, lançado em 2017 e agora renovado para a 4ª Temporada. A série é ambientada no Colégio Las Encinas, reduto da classe alta espanhola, para onde três alunos de origem mais humilde são enviados após um terremoto ter destruído sua antiga escola. Os contrastes entre os mais e menos abastados desencadeia uma escalada de confrontos, que culmina em um assassinato.

No elenco estão nomes como María Pedraza (a Alison Parker de "La casa de papel"), Miguel Herrán e Jaime Lorente (respectivamente Rio e Denver na mesma série), além de Itzan Escamilla, que já participou de "As telefonistas".  Escamilla é Samuel, um dos três alunos de baixa renda que ganham bolsas de estudo em Las Encinas, numa tentativa de compensar o erro da construtora da escola onde estudavam. Mas logo nas primeiras cenas, o espectador descobre que a investigação da morte dentro do colégio de elite é que vai nortear os capítulos.

Transferidos com Samuel para a nova escola vão a palestina Nadia (Mina El Hammani), que irá enfrentar o preconceito de ser obrigada a tirar o lenço muçulmano da cabeça para assistir aulas, e Christian (Herrán). Há outras tramas, como a do irmão de Nadia, Omar (vivido pelo estreante Omar Ayuso), que tem dificuldades para aceitar a própria sexualidade em um caso amoroso com Ander (Aron Piper).

Com tramas envolvendo problemas do universo jovem - o que inclui drogas e corrupção de famílias ricas para se "manter no poder", além da aceitação de sua orientação sexual -, Elite segue a linha de séries como Gossip Girl e The O.C..