GASTRONOMIA

Empreendedores dão dicas para quem quer começar a produzir e vendar licor; veja receitas

iBahia conversou com Fábio Alves, do Seu Zé Licor, e com Sonia Silva, do Licor da Sonita, para entender melhor como funciona o mercado

Lívia Oliveira (livia.oliveira@redebahia.com.br )

O licor é realmente a bebida oficial do São João, principalmente na Bahia. Para quem gosta do período junino, de gastronomia e quer iniciar seu próprio negócio, investir na produção e venda da bebida pode ser uma ótima opção. 

O iBahia conversou com Fábio Alves, do SeuZé Licor, e com Sonia Silva, do Licor da Sonita, para entender melhor como funciona o mercado, quais são os cuidados necessários na produção, como acontece a criação de novos sabores e estratégias de vendas. Os empreendedores separaram até receitas de como preparar um bom licor em casa. 

Fábio Alves, de 34 anos, que é nutricionista e gastrônomo, sempre esteve envolvido neste ramo de negócio.  "Eu sou de Alagoinhas e minha mãe fez licor para vender. Eu e meus irmãos ajudávamos ela na produção. Tudo muito artesanal, da higienização da garrafa até a colocação do rótulo. Quando vim para Salvador para estudar nutrição comecei a desenvolver outros sabores da bebida, principalmente dos trufados. E tem quatro ou cinco anos que comecei a fazer licor por aqui e a vender. O interesse pelo ramo foi passado de geração para geração na minha família", relata o empreendedor. 

Fábio e os licores do SeuZé | Foto: Acervo pessoal

Já Sonia, de 45 anos, que é professora, foi fisgada para trabalhar com produção e comercialização de licor após assistir um programa de televisão e desde então ela nunca mais parou. 

"Eu estava assistindo o Bahia Rural e o tema do programa era produção de licor e como transformar isso em uma fonte de renda. Como estava apertada financeiramente na época, decidi testar as receitas em casa, os familiares gostaram e aos poucos fui aprimorando e coloquei para vender. Tem uns quatro anos que trabalho com licores gourmet", conta Sonia, que garante que não é um ramo de negócios muito caro. Ela explicou que precisou de cerca de R$ 150/R$ 200 para começar.  

Ambos empreendedores contaram que no período do São João - final de maio até o início de julho - é quando eles têm um maior número de vendas. Mas, é possível vender licor sob encomenda  o ano todo, principalmente os gourmet, que caíram no gosto do povo para compor as bebidas de eventos e comemorações familiares. 

"Tem gente que compra para presentear, encomenda para colocar com lembrancinha de festa, para tomar no churrasco e até como acompanhamento na feijoada", acrescenta Sonia.

Sonia e os licores  Foto: Acervo Pessoal

Ao serem questionados sobre os favoritos dos clientes, Fábio relata que o tradicional de jenipapo, o de chocolate branco com geleia de maracujá e o de ninho com nutella estão entre os favoritos. Sonia revela que o de maracujá com ganache e o de chocolate africano são os que mais conquistam os fregueses. 

Mais sobre o ramo de negócio 

Sonia Silva conta que após o pontapé inicial - de fazer os primeiros licores, testar com familiares e pessoas próximas e se organizar para colocar no mercado - a divulgação "boca boca" é sempre bem-vinda e as redes sociais também podem facilitar o processo de conquistar clientes. 

"Meus clientes são conhecidos dos meus filhos e sobrinhos que acabam gostando do produto e vão comentando com outras pessoas. Fizemos um Instagram tem pouco tempo", acrescenta.

Com relação ao preço, a empreendedora indica que é possível vender na faixa de R$ 20 a R$ 30. Vale lembrar que os preços podem variar a depende dos produtos utilizados na produção, da embalagem escolhida e até da forma como a bebida chegará até o cliente, pois em caso de delivery é preciso pensar em um preço extra para cobrir os custos com a entrega. 

Foto: divulgação
Para conquistar os clientes, Fábio Alves garante que é preciso pensar em diferenciais e colocar a qualidade em primeiro lugar. "Eu sempre trabalhei com garrafa de vidro e tamanho da embalagem e preço fixos - 1 litro por R$ 25, então minha principal estratégia é a questão do volume. Consigo vender uma boa quantidade licor, com qualidade, por um preço acessível", detalha Fábio. 

O nutricionista e gastrônomo conta que as formações na área de alimentação e saúde também influenciam para o sucesso do seu negócio. 

"Tenho todos os cuidados de higiene, manipulação e aquisição de mercadorias. Tudo conforme as legislações que eu aprendi. O meu conhecimento e cuidado em todas as etapas da produção acabam passando mais segurança para os clientes. Eles se sentem seguros ao saber que é um nutricionista que produz", explica Fábio, que também investe muito em redes sociais para divulgar o produto. 

Ao ser questionado se é possível escolher um licor mais "fitness", que não comprometa a dieta, Fábio Alves orienta optar pelos tradicionais. 

"Os tradicionais são fruta, água e açúcar, não tem ingredientes extras (tipo chocolate, leite condensado e geleias, que vão em licores cremosos ou trufados). A dica para não ter peso na consciência é escolher licores tradicionais cujas frutas já são doces", pontua. 

Receitas de licor tradicional e gourmet 

Licor de cajá (tradicional) - receita de Fábio Alves 
Rende aproximadamente 2L

Ingredientes:

  • Polpa de cajá - 1kg ou 1,5kg da fruta
  • Açúcar - 250g a 300g
  • Água filtrada - 700ml a 800ml
  • Álcool de Cereais - 250ml

Modo de preparo: 

  1. Leve ao fogo o açúcar e a água, cozinhe até ferver e desligue, deixe esfriar
  2. Em um recipiente com tampa, misture a calda do açúcar com a polpa/fruta cajá e o álcool de Cereais, misture bem e deixe em infusão por no mínimo 3 meses.
  3. A cada 30 dias mexa um pouco.

Finalização:

- Passando o período da infusão, coe o licor com auxílio de um pano para retirar o excesso de fibra/bagaços, prove e verifique se vai precisar de um pouco mais de álcool de Cereais e de açúcar.

- Depois só engarrafar e degustar.

Licor trufado de maracujá - receita de Sonia Silva 

Rende 1L

Ingredientes: 

  • 150g de chocolate branco ao leite
  • 200 ml de cachaça ou vodka
  • 1 colher de chá de baunilha
  • 1/2 colher de chá de antimofo (para conservar a bebida)
  • 1 lata de leite condensado
  • 200 ml de água
  • 5 cravos

Calda 

  • 300 ml de água
  • 5 maracujás
  • 100g de açúcar 

Modo de Preparo: 

  1.  Faça primeiro a calda de maracujá colocando cinco cravos para para dá um toque especial. Junte os maracujás, a água, o açúcar e os cravos em uma panela e cozinhe por cerca de 45 minutos;
  2. Depois peneire a calda e reserve as sementes do maracujá;
  3. Deixe a calda descansar de um dia para o outro (no mínimo);
  4. Após o descanso, pegue o liquidificador e coloque a calda, o chocolate branco, o leite condensado, a baunilha e o antimofo. Ou seja, junte todos os ingredientes e bata por cerca de três a cinco minutos. 
  5. Acrescente a cachaça ou a vodka e bata por mais cinco minutos e pronto. 

Finalização:

- Para decoração da garrafa, você pode utilizar as semestres e fazer uma nova calda para colocar dentro da garrafa. Para isso, você precisa de 100g de açúcar e as sementes. Os itens devem ser levados ao fogo e a pessoa deve mexer até obter uma aspecto de calda. 

- Depois de pronta, coloque a calda na garrafa e espalhe. Em seguida, preencha o recipiente com a bebida. 

Foto: divulgação

Licor trufado de amarula - Receita de Sonia Silva 

Rende 1L

Ingredientes:

  • 1 lata de creme de leite
  • 1 lata de leite condensado
  • 200 ml de leite
  • 400 ml de conhaque
  • 1 colher de sopa de essências de baunilha
  • 3 colheres de sopa cheias de chocolate em pó
  • 1/2 colher de chá de antimofo (para conservar a bebida)

Modo de preparo:

  1. Coloque todos os ingredientes no liquidificador e deixe batendo por cerca de três a cinco minutos.
  2. Esse período no liquidificador vai garantir a consistência
  3. Depois coloque no recipiente desejado. 

*Os licores trufados devem ser armazenados na geladeira para uma melhor conservação 

*Como adquirir os produtos dos empreendedores?

SeuZé Licor Artesanal 
Licores tradicionais e gourmet 
Preço: 1l por R$ 25
Vendas: Sorveteria Oxente em Stella Maris e delivery através dos aplicativos de entrega
Rede social: @seuzelicor 
Contato: (71) 98637-1770

Licor da Sonita 
Licores gourmet
Preço: a partir de R$ 20
Vendas: através do WhatsApp. A entrega pode ser combinada 
Rede social:
@licordasonita
Contato: (71) 98869-9584