Salvador

Empresários se reúnem com SEMOP para discutir requalificação do mercado informal na avenida Tancredo Neves

A avenida Tancredo Neves possui o segundo maior IPTU de Salvador, só perdendo para o bairro da Vitória

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um evento para discutir o plano de ação integrada para a avenida Tancredo Neves, acontece nesta quarta-feira (21). Nesse primeiro encontro, Rosemma Burlacchini Maluf, secretária de Ordem Pública da Prefeitura Municipal de Salvador (SEMOP), irá abordar o tema “A Requalificação e Ordenação dos Ambulantes na Avenida Tancredo Neves”. A cada mês, representantes de negócios do entorno, juntamente com líderes de setores informais da sociedade e autoridades dos órgãos públicos, irão debater sobre os problemas e soluções para o bairro. O objetivo de cada encontro mensal é mobilizar um representante do município em sua área definida - como segurança, ordem pública, ordenamento de tráfego, transporte, turismo, cultura -, com forte participação da classe jurídica. A área concentra importantes agências de comunicação, fortes empreendimentos hoteleiros, restaurantes, condomínios residenciais e empresariais, shoppings centers. “Queremos executar um bom trabalho e não apenas ficar na ideia sobre o ordenamento do bairro com relocação e requalificação dos vendedores ambulantes. Nós estamos associados para mudar a realidade atual do bairro e transformá-lo futuramente na Av. Paulista”, explica Luiz Blanc, diretor superintendente da AETN.


Atualmente, no bairro, o já existem 2 mil unidades habitacionais e até o final de 2016 vão ter 3 mil com 4 ou 5 mil leitos, o que é muito representativo para o município. Uma vez feito o ordenamento, criado e mantido o acordo de cuidar do espaço público, a ideia dos empresários locais é de serem, cada um no seu quadrante, um zelador do seu perímetro, auxiliando as autoridades municipais, fiscalizando e atuando para a manutenção da limpeza, ordenamento do solo, proteção das áreas verdes. A Av. Tancredo Neves possui o segundo maior IPTU de Salvador, só perdendo para o bairro da Vitória.