Arte e Decoração

Enxoval: saiba o que comprar para deixar cada cômodo da casa mais confortável

Para evitar gastos desnecessários e ajudar no processo, arquiteta diz que entender as necessidades de cada lar é o ponto de partida para saber o que deve ser comprado na largada

Bia Rohen

A escolha do enxoval é uma das partes mais importantes do cuidado com a casa, já que essa etapa é responsável por complementar a decoração e proporcionar conforto. Para evitar gastos desnecessários e ajudar no processo, a arquiteta Júlia Guadix diz que entender as necessidades de cada lar é o ponto de partida para saber o que deve ser comprado na largada, com um jogo de cama, e o que pode ser deixado para um segundo momento.

 — Não existe um enxoval que seja perfeito para todos, e é necessário pensar no que faz sentido para o dia a dia de cada casa para investir no que é essencial. Assim não se gasta dinheiro à toa e tudo fica ainda mais prático e organizado — afirma a especialista, à frente do escritório Liv’n Arquitetura.

O primeiro passo é montar uma lista de produtos necessários, levando em consideração a possibilidade de dobrar esse volume ao longo do tempo e se haverá onde guardá-los. Em seguida, é importante pensar nos materiais, uma vez que, além do visual que oferecem, precisam atender o sensorial do toque e a facilidade para limpeza. No caso dos tecidos, algodão e linho figuram como as preferências. 

Para combinar o enxoval com a decoração da casa, a arquiteta orienta a optar por uma base com cores neutras para que os ambientes não pareçam sobrecarregados. Dessa forma, peças coloridas entram pontualmente para proporcionar uma atmosfera estilosa, criativa e alegre.

— Numa decoração pautada por um mobiliário descolado e contemporâneo, não faz sentido investir em jogos de cama ou pratos super clássicos, o que causaria uma estranheza e ausência de unidade — avalia Júlia.

Quarto: é um dos ambientes onde o enxoval mais se faz presente. Por isso, o ideal é ter no mínimo três jogos de cama para fazer um revezamento entre eles e diminuir o desgaste do material com lavagens frequentes. As peças incluem lençol de baixo para vestir a cama, lençol de cima, edredons ou cobre leitos para arrematar a superfície, além de quatro travesseiros e conjuntos de fronhas ou capas que combinem com o restante da cama.  

Banheiro: por aqui, são indicados pelo menos dois conjuntos de toalhas para banho e rosto e tapetes para saída do boxe. Além desses itens, ter um suporte para apoiar sabonetes e escovas de dente deixa o ambiente ordenado. Dependendo do estilo das peças, é possível deixar o banheiro sofisticado ou divertido, com pontos de cor.

Cozinha: não é todo mundo que precisa de um jogo completo de panelas, frigideiras e várias assadeiras. É recomendado ter um jogo de pratos rasos, fundos e de sobremesa, além de copos, xícaras de chá e café para servir pelo menos seis pessoas. Para os apreciadores de vinhos e outros drinques, um jogo de taças e copos também não pode faltar. E não há necessidade de adquirir tudo padronizado. É bacana quando mesclamos variedades distintas para sair da mesmice. No caso de copos, pratos e talheres, é possível ter dois jogos de seis, bastando que combinem entre si para utilizar ambos quando for preciso. Para completar, jogos de potes para mantimentos, temperos e para guardar alimentos na geladeira, bem como panos de pratos e utensílios como peneiras, pegador de macarrão, travessas de vidro, entre outros.

Mesa: para os apaixonados por mesas postas, alguns objetos são indispensáveis. O segredo não é dispor de um acervo grande para uma montagem charmosa, mas ter um enxoval básico e acessórios que inspiram a criatividade. Toalha de mesa, jogos americanos, sousplat, caminhos de mesa, guardanapos e prendedores são alguns itens que ajudam a construir lembranças durante refeições especiais.

Pensando nas ocasiões em que o morador recepciona um visitante, vale considerar para cada cômodo um conjunto adicional, que fica reservado para salvar o anfitrião dos imprevistos.