Arte e Decoração

Espelhos na decoração: entenda como utilizá-los de forma inteligente

Itens causam sensações de ilusão de ótica e podem até 'aumentar' o ambiente

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Os espelhos já são utilizados na decoração há muito tempo e, além do charme que traz para o ambiente, eles ainda podem causar ilusão de ótica. É possível causar sensações de multiplicação da luz, composições de ambientes e até de ampliação de espaços. 

Pensando nas possibilidades de utilização na decoração, as arquitetas Agnes Carvalho e Samara Carvalho, sócias do escritório Casa Carvalho Arquitetura, orientam como é possível usar os espelhos de forma criativa e consciente. Confira as dicas: 

  • Use de forma intencional 

Nada de usar os espelhos de forma aleatória. Eles possuem diferentes capacidades e podem ser grandes aliados da decoração. “O bom uso deles ocasiona no aumento da amplitude do espaço e pode trazer para dentro do ambiente um pouco da natureza do exterior, se houver!”, destaca Agnes. 

  • Escolha o tipo certo 

Nem todo modelo de espelho combina com o local que você deseja implementá-lo, por isso é preciso saber quais tipos de espelho podem ser usados para a ambientação e o porquê. 

“Espelhos lisos são modelos mais simples, pois são colados direto na parede ou no MDF e normalmente são mais usados quando ocupam a parede inteira. Espelhos bisotados com bordas lapidadas, são utilizados por não ocupar a parede toda. Enquanto espelhos com moldura podem ser feitos em linhas retas, curvas ou redondas, por exemplo”, destaca Agnes. 


  • Preste atenção ao local 

Outra dica é sobre o cuidado com o local escolhido para colocar o item. “Observe o ambiente em que o espelho será inserido: é bastante estreito? Provavelmente um espelho redondo não fará sentido, e sim um retangular. A parede possui 5m e o espelho que você comprou possui 50cm? Provavelmente ficará desproporcional! A proporção é fundamental”, frisa Samara. 

  • Ideias para a sua casa 

Como forma de aguçar a criatividade do público que tem interesse em renovar o ambiente, as arquitetas ainda apresentam algumas ideias de locais onde as superfícies reflexivas podem ser afixadas. 

“Espelhos podem ser usados ao final de corredores, para ampliá-los; podem ser usados atrás de aparadores, de piso a teto; podem ser usados no hall de entrada da casa, como apoio aos moradores e visitantes; podem ser usados nos tetos das salas, halls, lavabos e corredores, de forma inusitada” recomendam.