Mundo

Estuprada pelo irmão, jovem é presa após abortar

Adolescente foi abusada cerda de oito vezes desde setembro de 2017

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma caso de abuso sexual, que aconteceu na Indonésia, chocou na última semana. Uma menina de 15 anos, estuprada por seu irmão mais velho, foi condenada a seis meses de prisão, na quinta-feira (19), na Ilha da Sumatra, por ter cometido um aborto seis meses após engravidar. 

Segundo o Portal R7, o irmão da jovem, de 17 anos, estuprou a menina pelo menos oito vezes desde setembro de 2017. Ele foi condenado a dois anos de prisão por agressão sexual de menores. A mãe dos dois também está sendo investigada.

A legislação na Indonésia proíbe o aborto, exceto em situações em que a gravidez coloque em risco a vida da mãe. Em alguns casos de estupro, a interrupção também pode ser feita, mas com autorização e apenas durante as primeiras seis semanas de gravidez. 

A investigação do caso começou logo depois que vizinhos encontraram um feto sem cabeça na região. A adolescente confessou que tinha cometido aborto e foi condenada pela justiça.