Tecnologia

Evite ser banido: cinco coisas que você não deve fazer de jeito nenhum no WhatsApp

Independente se seu celular é Android ou iPhone (iOS), em caso de descumprimento dos termos de uso, a plataforma pode banir o usuário

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Você sabia que é possível ser banido do WhatsApp? Independente se seu celular é Android ou iPhone (iOS), em caso de descumprimento dos termos de uso, a plataforma pode banir o usuário para sempre. A Techtudo listou cinco mensagens que você não deve enviar para ninguém no aplicativo de mensagem. 

1- Fake News: a plataforma tem algumas funcionalidades para evitar esse tipo de conteúdo - selos de "Encaminhado" para mensagens repassadas e setas duplas para aquelas que foram compartilhadas muitas vezes. Além disso, o compartilhamento de conteúdo encaminhado é possível apenas para um contato por vez e oferecer um recurso para pesquisar mensagens no Google.

Outra possibilidade é fazer a denúncia de perfis que compartilham conteúdo impróprio, o que inclui fake news. 

2- Links maliciosos: golpe do auxílio emergencial, falsas promoções, golpe do FGTS e até o super almanaque da Mônica gratuito são iscas que fazem muitos usuários cair em armadilhas e ter seus dados roubados. Além do roubo, os links acabam fazendo os próprios usuários disseminar o golpe, já que é exigido que se compartilhe para um certo número de contatos. 

Antes de encaminhar links, faça sempre uma busca simples e confirme que a informação é verdadeira. 

3- Conteúdos que infrinjam a lei: Todo conteúdo que, por algum motivo, for compartilhado de maneira ilícita, ameaçadora, difamatória ou que seja assediante ou ofensiva em razão de questões étnicas ou raciais, além de qualquer conteúdo que incite a violência é proibido e fere as diretrizes de uso do aplicativo. 

Além disso, não é permitido compartilhar mensagens e ligações automatizadas. As táticas de robotização para enviar spam podem, inclusive, responder criminalmente por suas ações. 

4- Plágio: qualquer conteúdo que  viole a propriedade intelectual, direito autoral e marca registrada de qualquer outro usuário ou empresa. Como o WhatsApp não tem acesso às mensagens trocadas por usuários na plataforma em razão da criptografia de ponta-a-ponta, é necessário enviar um e-mail para o app pelo endereço ip@whatsapp.com, com informações sobre o ocorrido.


5- Espionar alguém: os usuários que tentarem hackear os servidos do WhatsApp ou usar recursos tecnológicos para espionar mensagens de alguém correm o risco de terem sua conta excluída a qualquer momento. Essa atitude fere o direito à privacidade e viola as normas da plataforma. 

Como saber se houve banimento? 

O usuário recebe uma notificação "temporariamente banido" que indica o bloqueio temporário que dura 72 horas (aqui é possível reativar). Caso o bloqueio seja definitivo, as chances de reativar são pequenas. No aplicativo, o usuário pode enviar um e-mail para o suporte do WhatsApp: support@whatsapp.com.