Mundo

Família faz ataque suicida em igrejas e deixa 13 mortos na Indonésia

Segundo a polícia, duas crianças e dois adolescentes foram usados nos atentados

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Segundo informações da polícia federal da Indonésia, uma família de seis pessoas foi responsável por três ataques bomba em igrejas da cidade de Surabaya, segunda maior do país, neste domingo (13).

O porta-voz da polícia Frans Barung Mangera, confirmou que 13 pessoas morreram e 41 ficaram feridas. Os ataques foram reivindicados pelo jihadista Estado Islâmico. Duas meninas foram usadas na ação e de acordo com o chefe policial Tito Karnavian, o pai da família explodiu um carro bomba. Dois jovens, de 18 e 16 anos, detonaram uma moto e a mãe cometeu o atentado com as filhas de 12 e 9 anos.

Os atentados foram cometidos em lugares diferentes, com intervalo de dez minutos. A primeira explosão foi registrada às 7h30 (horário local), ao leste da ilha de Java.