Especiais

Febre na Copa, copos de plástico usados nos estádios são vendidos por até R$ 80

Objeto tem feito muito sucesso em sites de vendas

Da Redação (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


Os cobiçados copos de plástico que foram distribuídos aos torcedores que compraram refrigerantes e cervejas durante os jogos da Copa do Mundo estão fazendo sucesso nos sites de vendas.

O objeto, que traz o nome e símbolo das seleções envolvidas na partida, data e local da disputa, fez muito sucesso durante o Mundial e segue como objeto de desejo de quem não conseguiu comprar ou não foi ao estádio. O preço, de cada copo, no entanto, varia de acordo com a relevância do jogo, medida pela tradição das equipes envolvidas. 



De acordo com a Folha de S. Paulo, um copo de Coca-Cola - entregue a quem comprava o produto, que custava R$ 8 - por exemplo, pode custar até 10x mais do que o preço original. Quem quiser levar para casa uma lembrança do duelo de abertura da Copa, entre Brasil e Croácia, pod eencontrar o produto por R$ 80. Já quem quiser o produto entregue no jogo entre Argentina e Nigéria, precisa desembolsar R$ 20.

Os objetos foram tão cobiçados que torcedores deixaram os lixos das arenas vazios em todo o país. Muitos brasileiros decidiram vender os copos para recuperar o dinheiro que gastaram com ingressos para assistir aos jogos.



O vendedor de objetos antigos Celso Lopes, de 58 anos, acredita que o momento ideal para a venda é enquanto o Mundial ainda está acontecendo. "O grupo de colecionadores de copos é pequeno", diz ele, que vende copos de vidro da Copa de 1994, ano do tetra, por R$ 30. "Todos querem os itens que menos pessoas têm e os mais exclusivos", explica ele.


Matéria original do Correio

Febre na Copa, copos de plástico usados nos estádios são vendidos por até R$ 80