Nem Te Conto

Ferrugem se envolve em briga com ex-músico e caso vai parar na Justiça

Músico se desentendeu com ex-violinista e chegou a trocar socos com ele

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O cantor Ferrugem se envolveu em uma grande polêmica e vai ter de enfrentar um ex-funcionário na Justiça. Isso porque o artista se desentendeu com seu ex-violonista Ian Felix, em 21 de fevereiro deste ano, durante um ensaio antes da gravação de seu último DVD, que aconteceu no dia 6 de abril, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro.



Foto: Reprodução/ Internet
 

De acordo com o colunista Leo Dias, do portal 'UOL', os dois trocaram socos durante a discussão. Ele ainda destaca que músico teria conseguido imagens do circuito interno de TV do local onde ensaiavam e levou à Justiça. Ian entrou com uma ação trabalhista, alegando também uma lesão corporal depois de ter sido agredido dentro do ambiente de trabalho.

Em nota, a assessoria de Ferrugem esclareceu que um acordo foi feito com o músico na última quarta-feira (17), dando o assunto por encerrado e se colocando à disposição. "A assessoria de imprensa e comunicação de Ferrugem esclarece que o músico Ian Carlos Rodrigues Felix e o cantor assinaram um acordo para darem por encerrado qualquer desentendimento ocorrido entre eles, pondo fim ao caso citado", contou a assessoria. 

Ainda em nota, a assessoria diz que o cantor Ferrugem lamenta o ocorrido: "o cantor sente muito pelo ocorrido. Em nenhum momento agiu de má fé e que discussões na rotina entre integrantes da banda podem acontecer (como em qualquer outra) e que, no caso de Ian, foi algo além muito devido, talvez, ao nível de envolvimento entre ambos. Por fim, Ferrugem entende os erros cometidos neste dia e tem se colocado à disposição do músico e para prestar qualquer tipo de esclarecimentos. Ficam os aprendizados e a certeza de que momentos assim o fazem evoluir como ser humano e profissional, que, além de ter sua atuação de artista, também precisa lidar com questões sensíveis e burocráticas comuns a quem emprega tantas pessoas.Sem mais e gratos pelo direito de resposta."

Ian Félix não se pronunciou para a imprensa.