Especiais

Fifa reconhece falhas na operação da Fonte Nova e vai fazer ajustes

Segundo o órgão, todas essas falhas serão analisadas para que não voltem a acontecer durante a Copa do Mundo de 2014

Daniela Leone (daniela.leone@redebahia.com.br)
- Atualizada em
O contador Oscar Nascimento foi à Arena Fonte Nova pela primeira vez no sábado passado. Estava empolgado para ver o novo estádio, mas nem a goleada de 4x2 aplicada pelo Brasil na Itália foi suficiente para esquecer o inconveniente que passou antes do jogo começar. “Fiquei mais de uma hora e meia tentando achar minha fileira, mas ela não existia. Depois de todo esse desencontro, perdeu o encanto”, contou.

Através de nota enviada pelo departamento de imprensa, a Fifa informou que está ciente do problema. “Alguns ajustes precisaram ser feitos na distribuição dos assentos. Entramos em contato com as pessoas que poderiam ser prejudicadas por este problema e contamos com uma equipe de apoio no local para realocar os torcedores”. De acordo como órgão, nenhum torcedor ficou sem acomodação na partida do dia 22. “Tínhamos ingressos de contingência prevendo estes casos”. Oscar confirma que foi relocado. A inexistência de fileiras não foi a única queixa dos torcedores que foram à Fonte Nova assistir aos jogos da Copa das Confederações.

Muitos reclamaram que as bebidas acabaram durante a partida e que foram servidas quentes quando repostas. As baianas de acarajé também relataram falhas na energia elétrica fornecida a elas. A Fifa admite os erros. “Reconhecemos que as operações na área de alimentação têm ficado às vezes aquém das expectativas. Este é, infelizmente, o resultado de uma falta de tempo para preparar adequadamente o serviço necessário”, afirmou o órgão, em nota. Segundo a Fifa, todas essas falhas serão analisadas para que não voltem a acontecer durante a Copa do Mundo de 2014. “Realizaremos uma revisão completa. Nos próximos 12 meses, a Fifa vai trabalhar duro junto à concessionária de alimentos e bebidas para oferecer um serviço nos padrões esperados”.

Matéria original: jornal Correio*