Economia

Fôlego nas contas: saiba como pausar prestações de imóvel e carro por 60 dias

Bancos oferecem medida para dar um alívio financeiro aos trabalhadoras durante a pandemia do novo coronavírus

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Com o objetivo de dar um alívio financeiro aos trabalhadoras durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19), bancos como Caixa, Itaú, Bradesco e Santander, estão adiando o pagamento de de duas prestações da casa ou carro nos próximos 60 dias. As informações são da revista Exame. 

Foto: Reprodução

Segundo a revista, a medida é valida para todos que possuem financiamentos de móveis e carros nos bancos, e também outros tipos de dívidas. A única exigência feita é que as prestações do crédito estejam em dia, exceto na Caixa, onde financiamentos com até duas prestações em atraso também podem ser pausados. 

Durante o período no qual as prestações estiverem pausadas será mantida a mesma taxa de juro, sem a cobrança de multa. As parcelas não serão encavaladas, ou seja, o cliente fica dois meses sem pagar e depois o pagamento volta ao normal, com a adição dos meses que não foram pagos no final do financiamento. 

Ainda de acordo com a Exame, como forma de contar disseminação do coronavírus, o pedido não precisa ser feito nas agências dos bancos. Recomenda-se que o cliente use preferencialmente os canais eletrônicos, como o internet banking e a central de atendimento telefônica. 

Confira as instruções de cada banco para pausar o pagamento de financiamentos e empréstimos, segundo a Exame: 

- Caixa
A Caixa Econômica Federal informa que a pausa vale para contratos habitacionais pessoa física e pessoa jurídica. Caso o cliente esteja utilizando o FGTS para o pagamento das prestações mensais, não será possível solicitar a pausa.

Depois da solicitação, o banco vai efetivar o pedido em até 48 horas, com a data retroativa. Ou seja, quem tem prestações que vencem nesta semana conseguirá pausá-las.

Clientes que possuam operação de Home Equity – Crédito Imóvel Próprio têm as mesmas condições. Nesse caso, é preciso já ter pago pelo menos 11 parcelas.

O serviço de pausa estendida, que está sendo oferecido em caráter emergencial, pode ser acessado por meio do Aplicativo Habitação Caixa, pelo WhatsApp (telefone 0800-726 8068) ou ainda pelo Telesserviço (telefones 3004-1105 para capitais ou 0800-726 0505 para demais cidades, opção 7 da URA), de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas, exclusivamente para contratos com pessoas físicas. No caso do aplicativo, é necessário atualização da versão na loja do smartphone.

Já para os contratos habitacionais com pessoas jurídicas o cliente deverá entrar em contato com seu gerente para formalizar a solicitação.

Confira passo a passo para acessar o serviço no aplicativo da Caixa:

1 - Acessar o aplicativo Habitação Caixa;
2 - Efetuar login;
3 - Acessar a aba "Serviços";
4 - Clicar na opção "Solicitar Pausa Emergencial";
5 - Ler as orientações e clicar em "Próximo";
6 - Informar o número do celular e autorizar o banco a enviar SMS sobre a solicitação;
7 - Clicar em "Solicitar Pausa".

- Itaú
No banco Itaú, o pedido pode ser feito por meio das centrais de atendimento. Para veículos, em capitais e regiões metropolitanas o número é 4002-0234. Já nas demais localidades, basta ligar para 0800-729-0234. No caso de financiamento imobiliário, o atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 21h, pelo número 4004-7051, para capitais e regiões metropolitanas, e 0300-789-7051, para as demais localidades.

- Santander
Os clientes do Santander interessados em solicitar a prorrogação do vencimento de dívidas podem conferir as condições neste hotsite lançado pelo banco, em linha com a determinação do Conselho Monetário Nacional (CMN). A empresa lembra que veículos e bens financiados pela Santander Financiamentos fora da rede de agências não foram, neste momento, incluídos na medida.

- Bradesco
Segundo a revista Exame, o banco Bradesco afirma, em nota, que está à disposição para prorrogar por 60 dias as dívidas de operações em dia. Em financiamentos imobiliários, o Bradesco pede ao cliente que preencha um formulário disponível pelo internet banking, assine e envie por e-mail à agência onde tem conta. Não é preciso ir à agência. O valor congelado será diluído nas prestações restantes.

- Banco do Brasil
Também de acordo com a revista, o Banco do Brasil não permite suspender financiamentos de imóveis e carros. O banco prorrogou o prazo de parcelas que vencem nos próximos 60 dias apenas para algumas de suas linhas de crédito da pessoa jurídica.

Os clientes podem prorrogar essas parcelas a vencer para o final do cronograma, com juros diluídos ao longo de todo o cronograma de pagamento. Para os clientes da categoria pessoa física, há a possibilidade de carência diferenciada de 60 a 180 dias para o pagamento da próxima parcela da renovação das operações em dia de CDC Automático, CDC Salário e CDC Consignado (conforme condição de cada convênio).