Carros

Fuja de encrenca com a legislação: documento atrasado gera multa e retenção do carro

Motorista pode conferir prazos e informações sobre a renovação de documentos no site do DETRAN do seu estado

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Dirigir com documentos atrasados é uma infração gravíssima. A documentação do veículo, licenciamento e seguro obrigatório, precisam estar em dia para circular pelas ruas e vias brasileiras de forma legal.  Gustavo Fonseca, do blog Doutor Multas, separou as principais informações sobre essa temática.

Em caso de blitz, o motorista que for flagrado sem o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) ou com documento atrasado recebe multa e poderá ter o carro retido até que a documentação exigida seja devidamente apresentada. A multa é de natureza leve para os esquecidos de plantão e gravíssima no caso de falta de licenciamento. O pagamento do CRLV é anual.

Foto: divulgação

Vale ressaltar que para expedir o CRLV só é possível após a quitação dos débitos relativos a tributos, encargos e multas de trânsito e ambientais, vinculados ao veículo, bem como o pagamento do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestres (DPVAT).

Como fazer o pagamento?


O pagamento só pode ser realizado à vista e você pode efetuá-lo em bancos que possuem convênio com o DETRAN do estado onde reside através da emissão de uma guia destinada a este fim. Conforme você quita esses valores, o DETRAN envia o documento para sua casa.

Para consultar a validade do seu CRLV e prazos, você pode acessar o site do DETRAN do seu estado e preencher as informações solicitadas - placa do carro e o número do RENAVAM.  

Saiba de tudo para não ter confusão

Muitas pessoas confundem, ou não sabem ao certo, a diferença entre o CRLV e o CRV. A sigla CRV significa Certificado de Registro de Veículos, refere-se ao documento que você recebe no momento que fazer o emplacamento do veículo. O CRV informa as características específicas do carro, como o ano e a cor.  

O Certificado de Registro de Veículos deve ser "atualizado" sempre que tiver modificações no carro, seja a mudança na cor, a troca dos aros das rodas ou até mesmo a troca de molas. As alterações devem ser regularizadas junto ao DETRAN de seu estado para evitar que o carro seja apreendido até que retorne às características originais e o motorista é multado.

Você não precisa ficar com o CRV sempre em mãos, mas não pode deixa-lo desatualizado.