Gente

Gloria Perez desabafa sobre assassinato da filha: 'Fica a impunidade dos assassinos'

Daniella atuava na novela "De Corpo e Alma" quando foi assassinada pelo colega de elenco Guilherme de Pádua, com o auxílio de sua esposa Paula Thomaz

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Na data em que se completa 26 anos desde o assassinato de sua filha Daniella Perez, a autora Gloria Perez fez um desabafo através de uma postagem no Instagram.
Daniella era atriz e estava com o papel principal da novela "De Corpo e Alma" quando foi assassinada pelo colega de elenco Guilherme de Pádua, com o auxílio de sua esposa Paula Thomaz.


Foto: Reprodução
"Quanto mais o tempo passa, mais dói esse dia! Fica a impunidade dos assassinos. Fica a primeira emenda popular da História do Brasil, a lei que introduziu o homicídio qualificado entre os crimes hediondos, através da campanha que, passando de mão em mão, reuniu em 3 meses apenas, numa época sem internet e sem apoio de nenhum grande órgão da imprensa, o número de assinaturas exigidas pela constituição para fazer passar uma lei proposta pelo povo", escreveu Gloria.
Ao finalizar a legenda ela completou: "A aprovação pelo senado correu riscos, com senadores bem conhecidos se esgueirando para evitar que desse quorum. Interveio o presidente da casa, Humberto Lucena, que diante da ameaça, lançou mão do recurso de urgência urgentíssima e fez passar o projeto!".
O casal deveria ter cumprido pena de 19 anos, porém depois de ser reduzida ela foi extinta 10 anos antes do previsto.