Eleições 2018

Haddad admite falhas em fiscalização e diz que criará controladorias nas estatais

Candidato do PT também defendeu a hipótese de prisão de dirigentes do partido se comprovado que enriqueceram por meio de atos de corrupção

Agência O Globo
O candidato do PT à  Presidência, Fernando Haddad, afirmou neste sábado que pretende fortalecer órgãos de controladoria das empresas estatais. Na avaliação dele, os desvios ocorridos nos últimos anos foram resultado da falta de fiscalização sobre as administrações dessas companhias: 
Foto: Marcos Alves
- Os diretores das estatais ficaram muito soltos. Durante os anos em que estive no Ministério da Educação, a pasta tinha uma controladoria muito forte. Vou levar isso para as estatais - afirmou, durante agenda na Cohab Raposo Tavares, na Zona Oeste de São Paulo.
Sobre atos de corrupção levados adiante por dirigentes do PT,  o presidenciável afirmou que cabe somente à Justiça, depois de esgotados todos os recursos, definir se são culpados ou não. Se comprovado o enriquecimento pessoal, afirmou, tem que ir para a cadeia.
Sobre futuros ministérios, Haddad disse não ter ainda nomes definidos: 
- Mas estamos conversando com um pessoal. Agora, eu jamais chamaria alguém com o perfil do Paulo Guedes para a Fazenda.  
O candidato ainda falou sobre politica habitacional, num eventual governo do PT. Segundo ele, um de seus planos é destinar terrenos da União, localizados em regiões centrais das grandes cidades, para o Minha Casa, Minha Vida: 
- Assim, o cidadão beneficiado pelo programa vai viver em regiões que já contam com infraestrutura urbana adequada.