Mundo

Homem é obrigado a provar que não roubou roupa que vestia em loja de departamento

Caso aconteceu nos Estados Unidos e o rapaz usou as redes sociais para falar sobre o ocorrido

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

No último dia 30, um americano alegou ter sido vítima de racismo em uma loja do Iowa. James Conley III usou as redes sociais para escrever um texto de desabafo sobre a situação ocorrida na loja de departamento 'Old Navy'.

Segundo relato do rapaz, que é negro, ele estava no estabelecimento quando foi abordado pelo gerente, que questionou se ele pagaria pela roupa que estava usando. "Fui acusado de não pagar pela minha jaqueta que ganhei no Natal e que eu estava usando na loja. Enquanto fazia minhas compras, vieram me perguntar se eu levaria a peça. Primeiro comecei a rir, porque não acreditava no que estava ouvindo", contou.

Ainda de acordo com James, o funcionário teria afirmado que todos os clientes que usam roupas da loja na própria loja são vistoriados para ter certeza de que foi comprada antes. Revoltado com o ocorrido, o rapaz chamou a gerente-geral da loja, que confirmou através de gravações que James já estava com a jaqueta quando entrou na loja.