Mundo

Homem ganha 12 kg após fazer experimento bebendo 10 latas de Coca-Cola por dia durante um mês

"Eu preferiria não fazer isso de novo", contou George Prior

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Pressão arterial elevada e barriga saliente. Esse foi o resultado que o norte-americano George Prior, de 50 anos, teve após fazer um experimento durante um mês bebendo 10 latinhas de Coca-Cola por dia, para testar os efeitos nocivos do açúcar em refrigerantes.


George teve mudanças drásticas em seu físico, que anteriormente era saudável e muscular. Ele ganhou 12,7 kg. Sua pressão arterial subiu de 12/7 para 14/9, o que aumenta o risco de doença cardíaca ou acidentes vascular. Mesmo com o teste, ele afirmou que temia ficar viciado em Coca-Cola, pois passava por desejos intensos da bebida.


"A mudança mais drástica foi em peso. Eu também parecia desenvolver um desejo por Coca-Cola, ou de outros açúcares, durante a experiência. Como resultado, eu estou pedindo às pessoas para examinar a quantidade de açúcar em suas dietas. As pessoas precisam estar cientes dos efeitos prejudiciais reais e poderosos que ele causa em sua saúde”, disse Prior.

Homem ganha 12 kg após fazer experimento bebendo 10 latas de Coca-Cola por dia durante um mês

Em março desse ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu uma recomendação diária de 25g a 50g de açúcar. Uma lata de Coca-Cola comum, contém 35g de açúcar. Segundo os especialistas, mesmo com grande teor de açúcar, o refrigerante não possui qualquer outro valor nutricional.Prior contou que raramente comia, pois a bebida deixava-o satisfeito. "Eu fiz a experiência para levantar a discussão da quantidade de açúcar que as pessoas consomem e como isso é insalubre. Eu preferiria não fazer isso de novo", contou.Confira relato: