Mundo

Homem ignora regra de segurança e é mordido por urso em parque

Um amigo do motorista, no banco do passageiro, flagrou o momento em que o urso se aproxima

Agência O Globo
- Atualizada em

Um homem foi atacado por um urso em um parque de vida selvagem perto de Pequim, na China. Identificado apenas como Chen, ele desrespeitou as normas de segurança do local e acabou ferido pelo animal, que mordeu seu ombro ao colocar a cabeça dentro do carro. Um amigo do motorista, no banco do passageiro, flagrou o momento em que o urso se aproxima e fica frente a frente com o chinês.

Foto: Reprodução/Weibo

O incidente ocorreu no Mundo da Vida Selvagem Badaling, o mesmo parque em que uma mulher foi morta por tigres ao sair do seu carro, no ano passado. Enquanto dirigia pela reserva com um amigo, Chen resolveu baixar o vidro do carro para jogar comida aos ursos. Ao "Benjing Evening News", ele contou que se arriscou após ver outros condutores fazerem o mesmo sem ter problemas.

O animal avançou sobre o veículo. Chen tentou levantar o vidro, mas o sistema falhou e abriu ainda mais a janela do motorista. O chinês levou uma mordida no ombro esquerdo e pisou no acelerador em busca de atendimento médico. Segundo a mídia local, ele sofreu ferimentos que não arriscavam a sua vida.

"Eu admito que eu definitivamente errei em abrir a janela, mas eu estava com muita dor e muito medo. Perguntei aos funcionários (do parque) o que fazer, eles me disseram para ir ao hospital por conta própria. Fiquei chocado", relatou ao jornal.

Um porta-voz da reserva relacionou o incidente à desobediência das regras de segurança. Desde que a mulher morreu atacada por tigres, as autoridades e a diretoria do parque endureceram o controle do local e limitaram o número de visitantes. Com o episódio de Chen, a vigilância no local deve ser aprimorada.

"Eu admito que eu definitivamente errei em abrir a janela, mas eu estava com muita dor e muito medo. Perguntei aos funcionários (do parque) o que fazer, eles me disseram para ir ao hospital por conta própria. Fiquei chocado", relatou ao jornal.

Um porta-voz da reserva relacionou o incidente à desobediência das regras de segurança. Desde que a mulher morreu atacada por tigres, as autoridades e a diretoria do parque endureceram o controle do local e limitaram o número de visitantes. Com o episódio de Chen, a vigilância no local deve ser aprimorada.