Mundo

Homem se passava por príncipe de Montenegro e falsificava documentos

Até Pamela Anderson acreditou na história do homem. A atriz, em 2015, se ajoelhou diante da espada de Cernetic e dirigiu-se a ele como "Sua Alteza"

Agência O Globo

A polícia italiana desmascarou esta semana um homem que se fingia de príncipe de Montenegro para ganhar ingressos VIP e outros benefícios com o título de nobreza. Bastou só um perfil em redes sociais, um site falso na internet e documentos falsificados para que o italiano de Turim, de 57 anos, se passasse por príncipe Stefan Cernetic, da família real de Montenegro e Macedônia. Montenegro não tem família real desde 1918.

Foto: Divulgação

A encenação muito bem sucedida fez o homem conseguir convites para diversos eventos, encontros com prefeitos de toda a Europa e também com personalidades do mundo do entretenimento. O italiano tinha até um fiel companheiro, de 63 anos, que se passava por embaixador macedônio na Itália. Os dois foram denunciados por falsa declaração de identidade, assim como posse e fabricação de documentos falsos.

Até Pamela Anderson acreditou na história do homem. A atriz, em 2015, se ajoelhou diante da espada de Cernetic e dirigiu-se a ele como "Sua Alteza", quando recebeu o título de condessa pelo monarca autodeclarado. Prefeitos, autoridades católicas e outras personalidades foram vistas com o falso príncipe, antes de sua máscara cair.

A investigação começou em agosto de 2016, quando um hotel de luxo onde o italiano se hospedou por uma semana enviou a conta para a embaixada da Macedônia na Itália, segundo instruções do príncipe falso. Então, a farsa foi descoberta. A polícia da Itália enviou a todas as forças de segurança a foto de Cervetic e seu companheiro embaixador.

Chefe da Otan, Jens Stoltenberg (esquerda) cumprimenta o premier montenegrino, Dusko Markovic, aplaudidos pelo subsecretário de Estado dos EUA, Thomas Shannon, em WashingtonSob protestos da Rússia, Montenegro se torna o 29º membro da Otan

O primeiro-ministro de Montenegro, Dusko Markovic, aparece sendo empurrado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em um encontro de inauguração da nova sede da Otan, em BruxelasTrump empurra premier de Montenegro durante encontro da Otan

NT é o primeiro negro a compor a elite da guarda de um PapaBrasileiro é o primeiro negro aceito na elite da guarda da Presidência da Itália

Durante a investigação, foi descoberto o roubo de carimbos, adesivos diplomáticos, atestados e diplomas. Cervetic é um artista profissional, que já havia se passado por outras pessoas em outras vezes. Em setembro de 2013, ele se fingiu de jornalista e editor de uma revista para ir a um restaurante e pedir comida grátis em troca de uma resenha, usando um cartão falsificado. Quando tentou novamente, foi denunciado pelo dono do local.

— O príncipe Stefan Cernetic não é uma fraude, nem mentiroso, nem um falsificador, mas é um príncipe por dinastia — declarou a advogada Francesca Occhiuzzi.