Carros

Honda é acusada de esconder feridos e mortos por falha de airbags nos EUA

Empresa disse que vai compartilhar os resultados de uma auditoria terceirizada sobre potenciais imprecisões em seus relatos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

 A Honda é acusada por um grupo de fiscalização de relatar um número menor que o real de casos de feridos e mortos em acidentes envolvendo carros com airbags defeituosos.


Veja também: Volkswagen apresenta seis lançamentos no Salão do Automóvel 2014

O Center for Auto Safety (Centro para Segurança Automotiva), um grupo de pesquisa que monitora os recalls e defeitos de carros pediu  aos órgãos reguladores do transporte no país o encaminhamento da Honda ao Departamento de Justiça para uma investigação criminal. A entidade mencionou uma morte em 2009 e um incidente em agosto de 2013 que resultou em um ferido grave e que não foram incluídos nos Relatórios de Alerta Antecipado da marca.

Honda Civic 2002 é um dos modelos afetados por falha de airbags



A General Motors informou 1.716 relatos de alerta antecipado de morte e ferimento à NHTSA (Administração Nacional de Segurança do Trânsito nas Rodovias dos EUA) no ano passado e a Toyota registrou 1.774, segundo o grupo de Ditlow. Durante o mesmo período, a Honda reportou 28, disse a entidade. No primeiro trimestre de 2014, a GM reportou 505, a Toyota enviou 377 e a Honda, seis, disse o centro.


A Honda disse que compartilhará em breve os resultados de uma auditoria terceirizada sobre potenciais imprecisões em seus relatos escritos de ferimentos e mortes com a NHTSA. No mês passado, a empresa decidiu incluir as queixas verbais dos proprietários ou de seus representantes para fortalecer seus relatórios com os de outras fabricantes de veículos, disse a empresa em um comunicado enviado por e-mail.Honda