Educação

Hub de inovação e empresas privadas oferecem cursos gratuitos na área de tecnologia

Além de promover a formação de devs, o programa visa habilitar os profissionais para trabalhar nas três empresas parceiras

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O hub de inovação Órbi Conecta, a plataforma de cursos Digital Innovation One, em parceria com a Localiza, Inter e MRV, vai disponibilizar 100 mil bolsas de estudo online e gratuitas para formação de desenvolvedores.

Os interessados em participar do Órbi Academy Techboost devem entrar no site digitalinnovation.one/tech-boost, clicar em “Inscrições” e escolher qual Bootcamp gostaria de ingressar: Inter, Localiza ou MRV. Cada empresa possui uma trilha de conhecimento específica de acordo com seu negócio. O candidato deve fazer seu cadastro e, então, está pronto para começar seu curso.

A iniciativa visa ajudar a suprir a necessidade do mercado de trabalho por profissionais da área e promover a educação profissional em habilidades digitais. 

 

Para o lançamento do Programa, serão feitas lives nos dias 02/02 com o Inter, 04/02 com a Localiza e 05/02 com a MRV, sempre às 19h, no canal de YouTube do Órbi Conecta. A cada dia, as empresas parceiras irão apresentar as trilhas de formação desenvolvidas para o programa e quais tipos de profissionais elas estão em busca para integrar seus times de tecnologia. Representantes do Órbi Conecta e da Digital Innovation One também participarão das lives para explicar detalhadamente o programa e a plataforma de ensino. 

Além de promover a formação de devs, o programa visa habilitar os profissionais para trabalhar nas três empresas parceiras e ainda contratar aqueles que se destacarem durante a formação. A iniciativa busca, portanto, suprir uma necessidade de mercado ao mesmo tempo em que oferece a oportunidade de formação para diversos brasileiros que não têm condições de financiar um curso de programação. 

Cada empresa irá criar bootcamps de estudo com suas próprias trilhas de conhecimento dentro da plataforma DIO. Os profissionais interessados terão a oportunidade de aprender as linguagens de programação mais demandadas pelas empresas e, ao concluir todo o estudo, poderão se candidatar às vagas existentes nas três líderes de mercado. Além disso, os times de RH e TI das três empresas acompanharão o desempenho dos estudantes e poderão entrar em contato com aqueles que mais se destacarem. 

Mercado de trabalho

No país, a média salarial de um profissional de TI é de R$ 5 mil, variando de R$ 1.700 para o início da carreira a R$ 16 mil para um desenvolvedor Full Stack. A demanda das empresas é por profissionais que, além de curso superior, tenham aprofundamento em determinadas tecnologias, como big data, inteligência artificial, aprendizado de máquina e computação na nuvem.