Tecnologia

Instagram testa retirar o número de 'curtidas' em fotos e vídeos

Medida pretende tornar suas plataformas locais mais saudáveis ​​para seus usuários

Agência, O Globo
O Instagram, que pertence a rede social Facebook, está considerando remover a sinalização do número de “Curtir” nas postagens, um movimento que espelha os esforços de outras empresas de mídia social como o Twitter para tornar suas plataformas locais mais saudáveis ​​para seus usuários.
"Ainda esta semana, estamos realizando um teste no Canadá que remove o número total de curtidas em fotos e visualizações de vídeos", falou o Facebook em um blog na terça-feira, antes da conferência de desenvolvimento F8 da empresa. “Estamos testando isso porque queremos que nossos seguidores foquem em compartilhar as fotos e vídeos, e não em quantas Curtidas elas terão”.
Nos últimos anos, as empresas de mídia social têm sido criticadas por contribuírem para o vício em tecnologia e por ajudar na disseminação de informações abusivas. De acordo com um estudo recente publicado na ‘Psychological Science’ (Ciência Psicológica), os mesmos circuitos cerebrais que são ativados por comer chocolate e ganhar dinheiro são acionados quando os adolescentes veem um grande número de “curtidas” em suas fotos. Os adolescentes também eram mais propensos a clicar em tipos de fotografias que tinham mais “curtidas” neles.
O Twitter lançou um aplicativo protótipo no início deste ano que torna o número de curtidas e retweets menos visíveis em tópicos de tweets, em um esforço para tornar o serviço mais conversacional ao fazer com que as pessoas se concentrem mais no conteúdo do que no número de engajamentos. Se um usuário quiser ver o número de curtidas e retweets em uma resposta a uma conversa, a pessoa terá que clicar nos tweets individuais.