Mundo

Irmão de Messi é detido após arma ser achada em lancha com manchas de sangue

Ele estava internado com uma fratura no maxilar e outros ferimentos após ter sofrido um acidente de lancha no rio Paraná

Agência O Globo

Matias Messi, irmão do jogador Lionel Messi, foi detido por porte ilegal de arma de fogo, na sexta-feira, em um hospital de Rosário, na Argentina. Ele estava internado com uma fratura no maxilar e outros ferimentos após ter sofrido um acidente de lancha no rio Paraná. Os policiais encontraram uma pistola .38 com munição no barco em que ele se acidentou, que também tinha muitas manchas de sangue.

Foto: Reprodução/Tiwtter
O irmão do craque do Barcelona pode receber uma sentença mínima de três anos e seis meses de prisão, que não permite recurso para liberdade condicional, segundo informou o jornal argentino "Clarín". Segundo o procurador Jose Luis Caterina, um médico forense constatou que Matias está lúcido, estável e em condições de prestar depoimento, apesar de dificuldades na fala. A perícia feita na arma constatou que ela estava carregada com seis balas e pronta para atirar.

Após o acidente, o irmão do jogador de futebol foi socorrido por pescadores locais, mas se dirigiu ao hospital por conta própria. Ainda de acordo com o "Clarín", Matias vai permancer internado e detido com custódia policial. Quando ele receber alta, poderá ser declarada prisão preventiva."Entendemos que ele pode ter recursos para fugir ou atrapalhar as investigações", disse Caterina.
Foto: Reprodução
Segundo Ignacio Carbone, advogado de Matias, ele bateu com lancha num banco de areia do rio. Carbone negou que a arma encontrada pertença ao irmão de Messi. Em um comunicado oficial, a família de Matias também negou que a arma seja dele e alegou que as informações da promotoria "são falsas".