Viver Bem Itaparica

Itaparica pretende se tornar um dos principais destinos turístico da Bahia

Rica em belezas naturais, esse pedacinho de Brasil é uma excelente opção para quem busca descanso e lazer, sem moderação

Especial de Conteúdo

Oferecimento
A cidade de Itaparica, localizada na Ilha de Itaparica, vem se preparando para atrair ainda mais turistas. Rica em belezas naturais, esse pedacinho de Brasil é uma excelente opção para quem busca descanso e lazer, sem moderação. 

O município recebe, em média, 30 mil turistas por mês, cerca de 35% a mais que o número de habitantes, que é de aproximadamente 22 mil, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


De acordo com a prefeita de Itaparica, Marylda Barbuda, buscando oferecer mais comodidade e prosperidade à região, além de abrir e recuperar estradas, reconstruir a rede de esgoto, reformar e construir calçadas e praças, dentre outros, a prefeitura em parceria com a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), participou no último mês de outubro de uma série de qualificações que visam a melhoria dos serviços turísticos prestados no município. No total, seis temas foram apresentados por técnicos da Setur e debatidos com os trabalhadores de empreendimentos turísticos de Itaparica.

Participaram do evento, profissionais do ramo hoteleiro, de pousadas, bares e restaurantes. Entre os temas abordados, estão questões como comunicação e formas de bem atender. Para o secretário de turismo de Itaparica, Luiz Emanoel, essa é mais uma prova que o município quer se tornar um dos principais destinos turístico do estado. 

“Além disso, Itaparica foi sede do primeiro grande festival de música (FITA). Só nos três dias de evento, a cidade recebeu número igual ao de turistas que nos visitam por mês. 30 mil pessoas prestigiaram nosso festival”, comemora Luiz.

Criado para potencializar o turismo na região, O FITA – Festival de Música e Poesia de Itaparica, que aconteceu nos dias 27, 28 e 29 de outubro deste ano, foi um marco na história do município. Por lá, se apresentaram a banda BaianaSystem e os cantores Zeca Baleiro, Mariene de Castro, Lazzo Matumbi, dentre outros. Teve também atividades artísticas, esportivas e culturais. 

Segundo Marylda Barbuda, mais que unir música e poesia, “o FITA gerou, entre direto e indireto, 550 empregos e movimentou a economia local com a comercialização de alimentos, bebidas, artesanatos, dentre outros”.

Em visita recente a Itaparica, o secretário da Setur, José Alves, anunciou novidades para o município. “Vamos reformar a marina, recadastrar todos os profissionais que trabalham com turismo e potencializar a divulgação de Itaparica. Essas medidas irão, não só aumentar o número de visitantes, como também atrair mais investimentos para o local”, aposta Alves.

Outra novidade é, aproveitando a temporada de cruzeiros que vai de novembro a abril de 2018 e que trará, segundo expectativa da Setur, cerca de 200 mil turistas a Bahia, o presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos, Marco Ferraz, adiantou que está realizando estudos para viabilizar novas paradas ao longo da costa brasileira. Um dos destinos em análise é Itaparica.