Eleições 2018

Jovem agredida no Rio Vermelho disse que confusão começou após ela defender um homem da PM

Vídeo gravado na noite deste domingo (28) mostra policial desferindo diversos golpes de cassetete contra a vítima

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A jovem agredida na noite deste domingo (28), no Rio Vermelho, prestou depoimento à polícia e contou que a confusão começou quando ela saiu em defesa de um homem que estava sendo abordado por policiais militares. Após isso, Janaína Barata disse ainda que ficou desnorteada com cheiro forte e não se recorda se o ferimento na cabeça foi causado pela queda ou por uma pancada de cassetete.

Foto: Reprodução
Janaína afirmou que colegas contaram que ela havia sido agredida por uma policial feminina. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, é possível ver um PM desferindo diversos golpes de cassetete contra a jovem que cai no chão. Ela foi socorrida para o Hospital Geral do Estado, mas foi medicada e liberada na madrugada da segunda-feira (29).

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), os três policiais militares envolvidos na ocorrência prestaram depoimento na Corregedoria da Polícia Militar. Eles contaram que foram agredidos após tentarem apartar brigas e início de tumulto entre militantes de direita e esquerda, não havendo outro recurso se não o uso da força.

A Corregedoria da Secretaria da Segurança Pública e a Polícia Civil (7ª Delegacia Territorial) irão investigar todas as versões. Imagens registradas por testemunhas também vão auxiliar nas investigações.

O governador da Bahia, Rui Costa, disse em sua conta no Twitter que condena os atos de violência que ocorreram neste domingo, no Rio Vermelho, e solicitou que a ação policial seja amplamente e rigorosamente apurada pela Secretaria de Segurança Pública.

Em nota, a SSP-BA informou que determinou o início das investigações e a emissão de guias de corpo de delito para os envolvidos, a fim de esclarecer os acontecimentos, ainda no dia que ocorreu no caso.