Gente

Juliana Paes comemora a melhor fase da vida: ‘Os 40 anos me trouxeram autoconfiança’

Atriz é a protagonista de “A dona do pedaço”, nova novela das 21h

Agência, O Globo

Estrela de “A dona do pedaço”, novela que estreia no horário nobre da Globo na próxima segunda-feira (20), Juliana Paes completou 40 anos no último dia 26 de março e diz estar em sua melhor fase da vida:

— Não houve nenhuma grande transformação com a chegada da nova idade. Mas posso dizer que nunca me senti tão bem, tão madura, tão preparada para desafios. É claro que observo o viço da pele indo embora, as ruguinhas aparecendo. Em contrapartida, tanta coisa ficou melhor! Fiquei tão dona das minhas atitudes, dos meus pensamentos... Essa idade é muito especial. Quando eu era novinha, achava que com 40 anos eu estaria mais reservada, trabalhando menos. E nunca estive tão produtiva (risos)!

Recentemente, a musa sensualizou nos stories do seu Instagram dizendo que era “porque deu vontade”. Será que ela tem se sentido mais poderosa também?

— Pois é! De repente, com meus 20 anos, não faria isso. Ficaria pensando: “Ai, o que vão achar?”. Os 40 me trouxeram autoconfiança. Já conquistei o meu lugar no mundo, podem pensar o que quiserem. Brinquei mesmo, me curti. A verdade é que eu nunca me achei bonita do jeito que falam... Sempre acreditei ter uma beleza diferente, incomum. Nunca dei uma de Nazaré Tedesco (personagem de Renata Sorrah em “Senhora do destino”, novela de 2004) em frente ao espelho, soltando um “Gostosa pra dedéu!” — brinca ela.

Foto: Reprodução

Apesar de Maria da Paz, sua personagem, aparecer morena nas primeiras cenas de “A dona do pedaço”, a atriz já transformou o visual para gravar a segunda fase da trama. As madeixas estou alouradas, num estilo Beyoncé e Jennifer Lopez. Juliana, no entanto, diz se sentir mais bonita com os fios mais escuros.

— Eu me gosto mais morena. É assim que eu me identifico e me sinto mais Juliana. Mas adoro mudar para as personagens. A caracterização é parte fundamental da composição. Quando coloco a roupa, e o cabelo e a maquiagem estão prontos, é enriquecedor. No dia da prova de figurino, vivo um processo criativo. Venho concentrada, trago música, coloco um perfume. Existe todo um ritual — conta.