Mundo

Loja proíbe entrada de jovens negros 'porque sempre roubam'

Um usuário do Twitter postou uma imagem do papel, que desencadeou as críticas de racismo

Agência O Globo

Uma loja de conveniência de Melbourne, na Austrália, foi criticada nas redes depois que um internauta expôs um comunicado racista do empreendimento. Em uma parede de vidro da loja, um papel anuncia a proibição da entrada de jovens negros e cachorros.

"Porque negros entre 14 e 18 anos sempre roubam. Proibidos negros entre 14 e 18 anos e cachorros dentro da loja", diz o comunicado.


Um usuário do Twitter postou uma imagem do papel, que desencadeou as críticas de racismo e as acusações de "crime de ódio" contra o estabelecimento. Muitos prometeram acionar a polícia. "A loja está pedindo para ter problemas com essa placa!", registrou o autor da foto, identificado apenas como Cam.

A polícia estadual de Victoria informou que investiga o caso. A loja, que fica na parte oeste de Melbourne, no bairro Melton, não teve o nome divulgado.