Educação

Mais de 2,6 milhões acessaram cartão de inscrição do Enem; saiba como consultar

Provas acontecem em todo o Brasil nos dias 24 e 25 de outubro; cerca de 5 milhões de pessoas se inscreveram

Agência Brasil
Até às 8h desta segunda-feira (5), 2.602.377 participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acessaram o cartão de confirmação de inscrição, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). No cartão, estão informações como o local em que o estudante fará as provas, nos dias 24 e 25 de outubro. Pouco mais de 5 milhões de participantes ainda não acessaram o cartão. Neste ano, o acesso é exclusivamente na internet, na página do Enem. O acesso aos cartões de confirmação foi liberado na última sexta-feira (2) e, segundo o Inep, o sistema está estável e o acesso no primeiro final de semana ocorreu dentro da normalidade. O cartão pode ser salvo, em formato PDF, na máquina do estudante, mas a recomendação do Inep é que ele imprima e leve para o local de prova.
Para acessar os dados, o participante deverá informar o número do CPF e a senha, que é a mesma criada no momento da inscrição. Caso o estudante tenha esquecido a senha, pode recuperá-la por e-mail ou por mensagem SMS no celular.Além do local de prova, o cartão contém o número de inscrição, a data e o horário das provas, a opção de língua estrangeira, solicitação de certificação do ensino médio, se for o caso, além da indicação de atendimento especializado ou específico, se houver sido solicitado pelo participante.As provas do Enem serão aplicadas em todos os estados e no Distrito Federal no final de semana dos dias 24 e 25 de outubro. Os portões serão abertos ao meio-dia e fechados às 13h, no horário de Brasília. O Inep recomenda ao estudante que faça o trajeto até o local da prova dias antes do exame, para conhecer o trajeto e evitar imprevistos.Para ajudar estudantes a se prepararem para os exames, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) preparou o aplicativo Questões Enem que reúne todas as questões da prova, desde a edição de 2009. No sistema, é possível escolher as áreas do conhecimento que se quer estudar. O acesso é gratuito.