Gente

Marca de roupa processa Pocah e pede indenização de R$ 30 mil; entenda o caso

A ação é movida em razão de uma campanha publicitária que não foi realizada

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

 A Planet Girls, marca roupa feminina, está movendo um processo contra Pocah e as empresas Gold 120 Produções e Mynd. A loja está pedindo a devolução do valor de R$30 mil referente a um cachê pago antecipadamente para a realização de uma campanha de inverno/verão do estabelecimento que acabou não acontecendo.

Segundo o colunista Leo Dias, a cantora foi contratada para fotografar para as campanhas de dia das mães e dia dos namorados. Para o ensaio, foi marcada uma diária de oito horas em um espaço. Porém, a ex-bbb solicitou que a contratante fizesse testes para Covid-19 em toda a equipe que estivesse envolvida no projeto.

De acordo com a marca, sem conseguir comprar os exames, em razão do tempo prévio e dos custos, a Planet Girls declinou com a campanha. Agora, ela pede que Pocah devolva a quantia paga para ela.



As fotos estavam previstas para acontecer em setembro do ano passado, ou seja, seis meses após o início da pandemia.

Em nota para o colunista, a Mynd, agência responsável pela intermediação da ação, disse através do advogado, Dr José Estevam, que “ a rescisão contratual se deu por culpa única e exclusiva da marca, que, dentre outras penalidades, optou por não cumprir as exigências e protocolos instituídos pelas autoridades locais, bem como pela Organização Mundial de Saúde diante da pandemia de Covid-19 que assola o mundo. Sendo assim, não há qualquer responsabilidade da artista, muito menos da empresa de publicidade, pela não realização do trabalho objeto da ação. Demais fatos e circunstâncias, serão devidamente esclarecidos em juízo, órgão competente para analisar a causa”.