Arte e Decoração

Materiais acessíveis: arquiteto ensina como reformar sem gastar tanto

Com relação aos custos da reforma, o arquiteto explica que o valor de execução dependerá diretamente dos serviços desenvolvidos e materiais escolhidos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Reformar a casa ou o apartamento pode sair mais em conta do que construir do zero. Mas o arquiteto Márcio Barreto explica que é preciso ficar atento para não ser levado pelas armadilhas de vendedores na hora de escolher os materiais - tanto no quesito estético quanto no valor investido. 

Para te ajudar a entender quais são essas armadilhas e como evitá-las, o profissional usa o exemplo da “armadilha do nanoglass”. Apesar de ser considerado a última moda para bancadas, Márcio explica que o acabamento leva clientes a investirem quantias exorbitantes em uma peça. 

“A mesma situação é vivenciada quando o morador adquire produtos mais caros nas primeiras compras da reforma e não consegue comprar a iluminação, por exemplo, que ele tanto desejava e que dá o aconchego ideal ao ambiente. Quando a mudança é desenvolvida a partir de um projeto, conseguimos levantar todos os custos através das informações de quantitativo e especificações, dessa forma o cliente já começa a reforma tendo ideia do quanto investirá no seu lar. Acontece que no meio da reforma, ele pode se encantar com um material que descobriu recentemente, e aquilo passa a ser um desejo súbito que ele quer no ambiente dele. Essas situações precisam ser tratadas com muito cuidado”, explica Márcio Barreto. 

Foto: divulgação / Márcio Barreto

Com relação aos custos da reforma, o arquiteto explica que o valor de execução dependerá diretamente dos serviços desenvolvidos e materiais escolhidos. A frente da Arquitetura do Barreto, Márcio listou exemplos de reformas utilizando materiais acessíveis para tocar a obra sem gastar tanto e conseguir um bom resultado no final.  Confira:


Cozinha 

“Invista em uma bancada de granito boa, mas não tão cara e capriche na escolha de um revestimento lindo para o trecho da parede sobre a bancada. Pode investir até em um produto um pouco mais caro na parede, pois só precisará de dois ou três metros no máximo. Observação: as bancadas em granitos mais caras requerem muito cuidado no uso”, afirma. 

Banheiro

“Se não tem grana para reformar todo o banheiro, sem problemas, invista em uma das paredes apenas, colocando um revestimento em destaque. Se puder caprichar um pouco mais, faça um nicho embutido na parede com o mesmo material da bancada em granito existente.”

Quarto