Educação

Matrícula para programa de alfabetização de jovens e adultos vai até dia 30

As aulas 10ª etapa do Programa Todos Pela Alfabetização (Topa) começam no dia 7 de agosto

Redação Correio 24h

Jovens acima de 15 anos, adultos e idosos que ainda não sabem ler ou escrever já podem se inscrever para a 10ª etapa do Programa Todos pela Al­fa­be­ti­zação (Topa). A matrícula para as 15 mil vagas do programa de alfabetização de adultos poderá ser feita até o dia 30 de julho, nos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) ou nas secretarias municipais de Educação dos 112 municípios que aderiram ao Topa.

Em Salvador e na Região Metropolitana (RMS), as matrículas poderão ser feitas na Secretaria da Educação do Estado (SEC), localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), 5ª Avenida, 3º andar, Setor de Monitoramento, na sala 315. Para fazer a inscrição, basta levar um documento – RG ou CPF. As aulas começam no dia 7 de agosto.

Foto: Arquivo Correio

Quem preferir pode fazer a matrícula nas escolas ou nas entidades dos movimentos social ou sindical perto de casa que aderiram ao Topa. Para saber quais são, basta ligar para o telefone: 71-3115-8990. Já a lista das secretarias municipais também está disponível no site da secretaria.

Criado em 2007 pelo governo do estado, o Topa já atendeu mais de 1,4 milhão de pessoas em todo o estado, devido à parceria com prefeituras municipais, entidades dos movimentos sociais e sindicais e universidades públicas e institutos de educação sem fins lucrativos.

Formação
Nesta terça-feira (18), inclusive, a Coordenação de Projetos Especiais da secretaria realiza uma reunião técnica para discutir o planejamento geral das formações. O encontro, que acontece no auditório da SEC, conta com a participação de representantes das unidades formadoras da 10ª etapa do TOPA: Universidade Estadual da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Instituto Educacional do Recôncavo Baiano (Ierb) e Instituto Imborés.

“Esta é uma reunião de planejamento com as instituições selecionadas para fazer a formação dos alfabetizadores e dos coordenadores desta etapa do TOPA. Vamos discutir as diretrizes formativas, a abrangência de cada unidade formadora, pois vamos continuar fazendo este trabalho de alfabetização, que é fundamental para o Estado”, explica a coordenadora geral da Cope, Elenir Alves.

A coordenadora pedagógica do Instituto Imborés, Ediórgia Cunha, destacou a importância do encontro. “Já temos nove anos participando como unidade formadora do TOPA, trabalhando na questão da redução do analfabetismo e é uma satisfação poder colaborar com o processo de transformação social e de mudanças no processo de alfabetização das pessoas”, afirma.