Mundo

Menina de 1 ano com câncer terminal morre após "casamento" com pai

Criança ganhou uma cerimônia especial depois que pais descobriram que ela estava com os dias de vida contados

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma menina de 1 ano ganhou uma "cerimônia de casamento" e, em seguida, morreu em decorrência de um câncer terminal, no último fim de semana, nos Estados Unidos. Segundo o 'Daily Mail', ao saber do diagnóstico de Poppy-Mai Bernard, os pais dela cumpriram uma promessa que haviam feito à filha: "dar a melhor festa de casamento".Em março, os médicos da garota avisaram aos seus responsáveis que ela teria dois dias de vida. Os pais, então, produziram uma festa de última hora e "casaram" ela com o pai, Andy Bernard, numa cerimônia que emocionou os parentes e amigos.


Menina ganhou cerimônia de "casamento" e, em seguida, morreu em decorrência de câncer
(Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal)


Os primeiros sintomas do tumor no cérebro em Poppy-Mai foram falta de apetite, intestino preso e vômitos. Em conversa com o jornal, a mãe dela, Sammi Bernard, de 29 anos, percebeu um nódulo atrás da cabeça da criança e a levou ao hospital. Ela foi submetida a exames de ultrassonografia, onde os médicos descobriram que os sintomas eram de um tumor no cérebro.No dia da festa, Poppy-Mai "casou-se com seu pai" com direito a vestida de noiva e caminhada dela em direção ao pai no altar. "Ela estava pulando, dançando, brincando... Foi lindo ver isso", contou o homem. O "casamento" mobilizou, inclusive, pessoas pelo mundo que doaram fundos para ajudar a família.No fim de semana passado, Poppy-Mai faleceu e Andy se manifestou nas redes sociais dizendo que os fundos vão ser enviados a entidades: "Nosso anjo ganhou asas, e agora sei que ela está em paz, parou de sofrer. Sammie e eu sabemos que a morte de nossa filha não foi em vão. Estamos muito mobilizados e queremos ajudar outros pais que sofrem com a doença de seus filhos".